As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – Câmara aprova criação de Secretaria de Saneamento
Executivo propõe e vereadores aprovam, por unanimidade e em regime de urgência, uma nova secretaria para cuidar do abastecimento de água, tratamento de esgoto e coleta de lixo. Uma agência reguladora e um fundo financeiro compõem o projeto.

HOJE NOTÍCIAS: – Câmara aprova criação de Agência de Água
O jornal também trata da criação de um órgão no município para gestão dos serviços de água e esgoto. O projeto voltará a ser analisado nesta sexta-feira em uma sessão extraordinária da Câmara. O vereador Humberto Henrique pontuou que acha desnecessária a urgência na aprovação e sustenta a necessidade de uma discussão mais ampla com a comunidade.

JORNAL DO POVO: – Motociclista é a 74ª vítima fatal de acidente
Ontem à tarde, no Loteamento Madrid, em Maringá, uma colisão envolvendo um ônibus da TCCC e uma motocicleta resultou na morte de um jovem de 24 anos e deixou uma pessoa ferida.

Sanepar: o que é bom pode ficar melhor

Tenho poucos elementos para avaliar a proposta de municipalização do serviço de água e esgoto de Maringá. Hoje, a Sanepar é quem presta esse serviço. O contrato, porém, vence na próxima sexta-feira, dia 27. Pelo menos, esta é a data caso se confirme a não validade do aditivo de contrato com a companhia.

Cá com meus botões, entendo como fundamental a discussão sobre a renovação do contrato com a Sanepar. Porém, pelo menos até que me convençam do contrário, esta é minha posição: que as bases do contrato sejam discutidas com a empresa estatal. Não vejo justificativa alguma para o município assumir o serviço.

É verdade que, se a prefeitura gerenciasse o serviço, o lucro obtido pela Sanepar ficaria no próprio caixa do município e poderia ser revertido em benefícios ainda maiores para a população maringaense. Entretanto, não acredito que o município consiga cuidar desse setor melhor que a empresa estatal. Além de ter muito mais experiência, a companhia também é pública – logo, é de todos nós.

Posso estar errado, mas não acredito que o maringaense será beneficiado com a municipalização. Uma rápida pesquisa no Google revela que não são raros os problemas, as reclamações sobre a qualidade dos serviços prestados em cidades onde água é esgoto são administrados pelas prefeituras.

Por isso, acredito que, com um pouco de boa vontade e disposição para o diálogo a fim de tratar de um novo contrato, o que já é bom (o serviço prestado pela Sanepar) pode ficar melhor e toda a cidade sairá ganhando.

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – Prefeitura ignora visita do governador
O prefeito estava viajando e nenhum representante do Executivo foi ao ato de assinatura de contratos para obras de saneamento em 13 bairros da cidade, no valor de R$ 3,8 milhões. A decisão do município de retomar e licitar os serviços de água e esgoto estremeceu a relação.

HOJE NOTÍCIAS: – Pessuti garante que concessão será mantida
O contrato com a Sanepar vence no dia 27; o governador liberou ontem R$ 3,85 milhões, que serão utilizados para ampliar a rede de água e esgoto. O aumento na rede vai garantir cobertura de 96% de rede em Maringá.

JORNAL DO POVO: – Pessuti não discute concessão da Sanepar
O Jornal do Povo também trata do fim do contrato da Sanepar com o município de Maringá.

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – “Meu neto precisa trabalhar”
O jornal O Diário traz como manchete a frase de uma senhora de 72 anos que chegou de madrugada na agência do Ministério do Trabalho de Maringá para conseguir fazer a carteira de trabalho do neto. São 120 dias de greve no Ministério do Trabalho; 600 recursos administrativos de seguro-desemprego parados; 14 mil carteiras de trabalho deixaram de ser emitidas em Maringá. Dona Elci Correa Vitorino, 72 anos, chegou na agência do Ministério do Trabalho às 3h30, na fria madrugada de ontem, para conseguir dar entrada nos documentos do neto. Ele é menor e precisa de um adulto para acompanhar.

HOJE NOTÍCIAS: – Sanepar investe 3,8 mi
O governador Orlando Pessuti anuncia hoje mais R$ 3,8 milhões em investimentos faltando sete dias para o fim da concessão do serviço. O dinheiro será investido na ampliação da rede de esgoto e em novas ligações de água. Segundo a reportagem, ao que tudo indica, a prefeitura abandonou a ideia da municipalização dos serviços de água e esgoto.

JORNAL DO POVO: – Governo investe em esgoto na Cidade
O Jornal do Povo também trata dos investimentos da Sanepar em Maringá. O governador Orlando Pessuti assina hoje uma ordem de serviço de R$ 3,85 milhões para obras de ampliação do sistema de esgoto sanitário de Maringá. De acordo com a Sanepar, a cidade apresenta um índice de atendimento de esgoto de 93,81% e, com a conclusão da obra, passará a 96%.

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – Prefeitura notifica Sanepar que vai retomar os serviços
Executivo decide licitar o abastecimento de água e o tratamento de esgoto. A concessão da companhia vence no dia 27 de agosto e a Procuradoria Jurídica entende que o aditivo secreto, que prorrogou o contrato, é nulo. A Sanepar tem 15 dias para se manifestar.

HOJE NOTÍCIAS: – Após as 18h, comércio vira alvo de assaltos

Os constantes assaltos em estabelecimentos que atendem após as 18h, levaram empresários a se reunirem para pedir às autoridades mais policiamento ao redor das suas empresas. Farmácias, postos de combustíveis e panificadoras são as empresas mais visadas.

JORNAL DO POVO: – Sai hoje a lista de aprovados na UEM

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) divulga hoje, às 10 horas, o resultado do Vestibular de Inverno de 2010. O resultado estará disponível no site da instituição. Os aprovados deverão fazer a matrícula somente em janeiro de 2011, entre os dias 16 e 19 daquele mês.

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – Lei obriga municipalizar serviços de água e esgoto
Prefeitura e Câmara maringaenses esqueceram que a lei 5.474, promulgada em 2001, que determina a municipalização dos serviços prestados pela Sanepar a partir do dia 27 de agosto deste ano. O autor da lei, o ex-vereador João Batista Beltrame, o Joba, diz que a intenção foi proteger o município. Ele lembra que, na época, o governador era Jaime Lerner e se falava em privatização da Sanepar.

HOJE NOTÍCIAS: – ‘Já virou novela’, diz Beto Richa sobre Osmar
Candidato a governador pelo PSDB diz que enfrentar Osmar Dias não o preocupa, pois já era previsto que isso fosse acontecer. Há meses o senador vinha discutindo possível aliança com o PSDB. Richa afirmou: “Ninguém aguenta mais esta indecisão”.

JORNAL DO POVO: – Programa Mesa Brasil é lançado em Maringá
O programa é desenvolvido pelo Sesc. A meta do Mesa Brasil na cidade é movimentar, em 2010, dois milhões de quilos de alimentos e mantimentos, numa ação de segurança alimentar e nutricional sustentável redistribuindo os excedentes para onde há escassez.

Municipalização do serviço de água e esgoto. Não gostei do que vi

Uma comissão de vereadores de Maringá vai a Uberlândia e Uberaba, em Minas Gerais, para conhecer o serviço de água e esgoto daquelas cidades. Por lá, a gestão é dos municípios.

Os parlamentares vão fazer viagem oficial, com tudo pago. Eu também resolvi conhecer os benefícios da municipalização do sistema. Mas optei por viajar até Uberaba pelo Google. Mais rápido, fácil e sem custos.

E o que descobri não me deixou nenhum pouco empolgado. O primeiro problema: não são raras as interrupções de abastecimento. É comum faltar água nos bairros da cidade. E não é de hoje. Pesquisa rápida e básica nos jornais de Uberaba mostram que a população sofre constantemente com o problema há vários anos. Em tempos de pouca chuva, o problema se acentua.

A população reclama. Gente, como o advogado Leandro Correa Ribeiro, diz que a Codau, Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba, presta “um serviço público de péssima qualidade”.

E os preços não são melhores que os praticados por uma companhia como a Sanepar. No ano passado, em agosto, as tarifas foram reajustadas em 11,75%. A menor delas saltou para R$ 21,34. O custo do esgoto, que era de 50% do valor da tarifa de água, passou para 60%.

Em janeiro deste ano, o Jornal da Manhã tratou dos problemas enfrentados pela população da cidade. Sustentou que recebe reclamações diariamente por conta dos serviços prestados pela Codau. E elas são variadas. Vão desde a falta de abastecimento, passando pela ausência de planejamento da empresa até a vazamentos constantes de água. Estes por um motivo simples: pouco investimento na rede. Há muitas obras inacabadas, as tubulações são antigas e não resistem a pressão da água.

Outro jornal da cidade, o Jornal de Uberaba, tratou da corrosão das estruturas. A matéria foi publicada no último dia 10. Trouxe depoimentos de moradores que disseram já estar “acostumados” com a necessidade de quebrar o concreto da calçada para tentar resolver os vazamentos de água. Mas a solução definitiva nunca acontece.

Também não é difícil encontrar queixas contra a companhia em função da cobrança irregular de serviços não prestados.

Essas informações estão disponíveis para qualquer que tiver um pouco de disposição para pesquisar notícias a respeito dos serviços de água e esgoto prestados pela Codau. Ainda não pesquisei sobre a empresa de Uberlândia. Mas não é difícil. Basta usar o Google e saber distinguir quais fontes são um pouco confiáveis, preferencialmente os jornais da cidade.

Claro, o que apontamos aqui não é conclusivo. É interessante ver de perto a qualidade dos serviços municipalizados. Por isso, a viagem da comissão se justifica. Mas, lamentavelmente, o que nossos vereadores verão provavelmente são os resultados oficiais – mostrados pela empresa. Não terão como ouvir a população. E, por isso, talvez o relatório que vão trazer das cidades mineiras não seja assim tão revelador.

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – Das maiores cidades, só Londrina tem IPTU progressivo
Entre os municípios com mais de 300 mil habitantes no Estado, apenas Londrina implantou o sistema previsto no Estatuto das Cidades. Maringá promete a medida para 2011. O IPTU progressivo consiste no aumento do porcentual cobrado, ano a ano, para glebas não loteadas, terrenos sem edificações e imóveis abandonados.

HOJE NOTÍCIAS: – Vereadores vão a MG comparar tarifa de água
Com a possibilidade de Maringá vir a retomar o serviço de água e esgoto, vereadores de Maringá irão a Uberaba, em Minas Gerais, conhecer o sistema, que é municipalizado. O objetivo é verificar a funcionalidade e os custos, que serão comparados aos valores praticados atualmente pela Sanepar.

JORNAL DO POVO: – Saúde desmente morte por gripe suína em Maringá
Ontem, na cidade, circularam boatos de que uma jovem de 18 anos, que estava internada na Santa Casa de Maringá, teria morrido em razão da gripe A. Em entrevista ao jornal, o secretário de Saúde, Antonio Carlos Nardi, disse que, até a data de ontem, a secretaria não recebera nenhuma informação e nem houve registro de óbito relacionado com a doença.

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – Sanepar perde 30% da água que trata
Manchete do jornal O Diário destaca que a perda em 2009 na cidade foi de 8,4 bilhões de litros de água tratada. Motivos são vazamentos, ligações clandestinas e operações no sistema, como limpezas da rede. A quantidade perdida seria suficiente para abastecer a população da cidade por 34 dias.

JORNAL DO POVO: – Termina amanhã prazo para aderir à 15a Maringá Liquida
O jornal ressalta que o prazo para aderir a 15a edição da Maringá Liquida termina amanhã. A campanha promocional ocorrerá entre os dias 26 e 28 deste mês. O objetivo é criar oportunidades para movimentar a economia da cidade. Durante a liquidação, na sexta-feira e no sábado, as lojas participantes abrem das oito às 18h. No domingo, o atendimento será das 13h às 19h.

As manchetes dos jornais de Maringá

- Maus hábitos fazem subir casos de câncer
O Diário destaca que, no ano passado, 341 maringaenses morreram da doença. Os casos que mais aumentam estão diretamente ligados à alimentação inadequada, uso de álcool e cigarro. Reportagem revela que o número de casos de câncer pode aumentar em até 50%.

- Contratos com a Sanepar e TCCC serão discutidos neste ano
A manchete do Hoje Notícias trata da retomada dos trabalhos da Câmara de Maringá e os principais temas que serão debatidos neste ano. Ontem, o prefeito Silvio Barros destacou que o contrato com a Sanepar vence este ano. Também lembrou que a prefeitura, por determinação judicial, terá de licitar o serviço de transporte coletivo.

- Saúde alerta para rápido crescimento de casos de dengue
O Jornal do Povo fala da quantidade de casos de dengue em Maringá. Até ontem, a Secretaria de Saúde já havia notificado mais de 200 casos, com 45 confirmados – 16 a mais que o registrado na última sexta-feira. Reportagem ainda revela que o Hospital Municipal será responsável por fazer o pronto atendimento da população, vítima da doença.