Desfecho do sequestro de Santo André…

Diante do resultado desastroso do sequestro de Santo André, todos nós ficamos sem saber o que dizer. A violência, o drama das famílias, uma garota ferida, outra praticamente morta e o sentimento de que a estratégia da polícia foi ineficaz, a gente fica com vontade de falar, falar, mas percebe que não há argumentos. Então, por sugestão da minha amiga carioca, a Beth, reproduzo aqui um texto que vale a pena ser lido.

PS- Não pedi licença ao autor, mas penso que a causa é nobre e James Pizarro não vai se incomodar.

Em qualquer país do primeiro mundo, em casos de sequestro, só a polícia especializada negocia e trata com os bandidos. Jamais se cogita a participação de parentes das vítimas ou de psicólogos e demais intermediários. Assim como a energia elétrica, água, telefone são totalmente cortados, deixando os sequestradores absolutamente isolados. Nos países asiáticos, a polícia dá um prazo de duas horas, ao cabo do qual entram em ação os atiradores de elite e executam os sequestradores.
No Brasil, no recente sequestro ocorrido em Santo André, SP, com desfecho trágico para as duas meninas sequestradas ocorreu de tudo em matéria de espetáculo circense. Trocas de bilhetinhos, comida farta, luz cortada e depois religada, celular do meliante recarregado, sequestrada de menor idade libertada e depois novamente sequestrada, comércio da área interrompido, escola fechada, moradores impedidos de entrar em suas casas, sequestrador acompanhando pela televisão todo movimento da polícia, compromisso por escrito da polícia afirmando ao sequestrador que se comportaria com cavalheirismo,etc…etc…
Tudo transmitido pelas emissoras de TV, ao vivo, para todos os países do planeta, confirmando nosso subdesenvolvimento em matéria de combate ao crime. Tudo pelo período de quase uma semana.
Os próprios chefes do tráfico de drogas que atuam naquela área, sentindo-se prejudicados em seu comércio, telefonaram para a mídia e afirmaram que se deixassem com eles, o sequestro terminaria em menos de uma hora.
Enquanto essa comédia se desenvolvia, policiais civis e força pública de São Paulo brigavam nas ruas em frente ao palácio do governador paulista. Agressões, cassetetes, gás lacrimogêneo…usados pelas duas corporações que se enfrentavam e que deveriam combater criminosos. Delegacias fechadas e público largado às traças.
No Rio de Janeiro, coronel-chefe de um dos presídios cariocas, guiando seu próprio carro e sem seguranças, foi abatido pelos marginais com 60 tiros.
Depois de 100 horas de sequestro, e impelidos por tiros que ouviram dentro do apartamento, finalmente a polícia de SP explodiu a porta do apartamento e resgatou as meninas. Uma delas, Eloá, com uma bala na cabeça com perda de massa cefálica,uma bala na virilha, operada e mantida sob coma induzido. A outra, Naiara, com uma bala na cabeça. O criminoso, lépido e faceiro, saiu sem nenhum arranhão.
Enquanto policiais brigam entre si por, os criminosos riem da incompetência política para resolver os problemas. Enquanto cidadãos se escondem acuados em suas casas, traficantes dão gargalhadas diante das penas brandas e certeza da impunidade. Enquanto pais entram em pânico quando filhos demoram a voltar da rua, bandidos passeiam em seus carros blindados e com suas metralhadoras de última geração. Enquanto os políticos recém eleitos calculam quanto vão amealhar com os salários milionários dos futuros cargos, meliantes fazem e acontecem.
Enquanto tudo isso ocorre, nosso popular presidente segue sua vocaçãode turista cumprindo o estafante compromisso de fazer uma viagem atrás de outra. Nas quais perdoa dívidas de países que nos devem. Promete ajuda. Faz piadinhas que encantam os estrangeiros.
Nosso presidente viaja em avião importado, a dez mil pés de altura. Bem alto.
Para não ouvir os protestos dos policiais.
Os gemidos patéticos de todos nós.
E os berros de pavor e sangue de Eloá e Naiara.

11 comentários em “Desfecho do sequestro de Santo André…

  1. Pois é professor infelizmente o comando da policia de São Paulo não deixou que os snaypers fizessem oque deveria ter feito,eles que são atiradores de elite por mais de doze vezes estavam com a cabeça do sequestrador na mira de um fuzil,era só apertar o gatilho e cabeça dele explodiria como uma melancia,mas o comande das negociações não deixou e o resultado foi extremamente negativo,já que as vitimas sairam feridas gravemente e o bandido saiu numa boa.Isso prova o despreparo dos policiais paulistas!!!

    Curtir

  2. Caro Ronaldo!
    Obrigada pela menção ao texto indicado.

    Realmente muito triste todo o ocorrido, não só pela má postura da polícia e dos meios de comunicação envolvidos e explorando o caso, mas pelo final trágico de mais uma morte de gente jovem, sem cultura e sem educação. Como o prof.James disse, enquanto ocorria este absurdo, mais absurdos nos enfrentamentos da polícia em S.Paulo e morte violenta no Rio.
    É um caso atrás do outro e leis fortes nada.
    Ainda dão espaço pros bandidos se manifestarem em rede nacional! Uma vergonha!
    Tô chocada com tudo e desanimada com o que vejo a cada dia.
    abraço carioca

    Curtir

  3. Olá, Ronaldo:
    Realmente a situação do país é caótica. No caso do sequestro em Santo André, muitos questionaram a ação da PM, sugeriram atiradores de elite. Mas lembra do caso Adriana Caringi? Nem sempre o atirador acerta apenas o sequestrador. Um movimento sutil pode fazer com que aconteça uma desgraça, e o país não está preparado para aceitar os acidentes de percurso. Preferem insistir em negociações, com toda a cobertura da mídia, o que acaba também prejudicando o trabalho policial, pois o sequestrador fica sabendo de todas as movimentações e se prepara para isso. No caso das “mordomias” oferecidas, era exigência do sequestrador para não matar a sequestrada. O que poderia ser feito?
    A demora das negociações fez bem para a mídia, que sobrevive do sangue alheio. Se o caso tivesse se encerrado com a morte do sequestrador e (eventual) morte de alguma refem, o que estariam falando hoje.
    Quanto ao confronto entre PM e Polícia Civil em São Paulo, o que a sociedade aconselharia?
    – A PM deveria deixar que a Polícia Civil avançasse traquilamente até o Governador, armada e preparada para atitudes hostis?
    – A PM deveria juntar-se aos grevistas, pois também é interesse para ela o aumento salarial?
    Devemos lembrar que as Polícias Militares do Brasil são o último baluarte na preservação da Ordem Pública, e no momento em que agirem com indisciplina, ou contrariando ordens, a anarquia será total. Bem ou mal as PM ainda estão cumprindo o papel constitucional de preservação da Segurança Pública. Mas o país vai mal, as opiniões são impostas ao povo por grupos tendenciosos, por politiqueiros de plantão que aproveitam as mazelas do povo para buscarem benefícios próprios. O povo brasileiro tem de aprender a pensar, refletir e questionar tudo que ocorre no país, não correr atrás de opiniões pré-formatadas e tendenciosas. Mas estamos longe disso…
    Abraços.

    Curtir

  4. É uma pena que tenha terminado assim com a morte de Eloá acho que a polícia de via ter executado o bandido. O que adiantou não ter executado ele(bandido) e uma pessoa boa ter morrido ao invésdele, isso é revoltante. O tal de direitos humanos atrapalham e muito, a imprensa nem se fala teve uma grande culpa; a polícia mal pode trabalha pois, o bandido sabia tudo o que acontecia la fora. Espero que não aconteça + esse tipo de coisa, porém se acontecer a polícia tem que decidir rápido ante tirar a vida do bandido ao invés esperar alguém inocente morrer. Independente se tem passagem ou não pela polícia, a partir do momento que alguém põe em risco a vida de alguém tem tomar medidas extremas.

    Curtir

  5. Cara não existem essa nossa policia brasileira, foi tão absurdo que olha, nos deixa revoltados, agiram por pura emoção, alegando que eram um jovem bom…olha só o desfecho.
    Entregaram a menina de volta pro cativeiro…
    Sem preparo nenhum…que país infeliz!

    Curtir

  6. Nossa, como você pode colocar um texto onde o cara culpa o presidente pela incompetência da polícia de SP? É o presidente que tem que ouvir os gritos dos policiais em greve ou o governador de SP, José Serra, que toda imprensa, incluindo você, quer vê-lo rápido como presidente? Porquê você não coloca texto falando da irresponsabilidade deste senhor, José Serra, que permitiu que o PCC parasse SP por 3 dias há dois anos e meio atrás e não é capaz de resolver um sequestro de um rapaz apaixonado e inconformado. Até quando vocês fecharão os olhos para a incompetência do José Serra?

    Curtir

  7. a policia esta totalmente despreparada para qualquer tipo de situação que envolva pressão
    a policia não deveria ter esparado tanto tempo pra ter tomadao essa atitude de invadir o local
    infelismente com essas mordomias proporcionada pela plicia vai aparecer varios lindemberg

    Curtir

  8. caro Ronaldo, especular,dizer isso ou aquilo,tocar
    na ferida novamente sei que não é bom, pois se trata de dor e sofrimento;; no entanto é unanim o mau preparo de nossas forças(especiais) em situações como esta, tendo e vista que no mundo inteiro, as negociaçõ não passam de no maximo 12 horas; as oportunudades que se teve em neutralizar o sequestrador pois se tratava de uma ameaça,policia nenhuma deixaria uma refém retornar ao cativeiro se esta policia está no controle da situação; equipamento vergonhoso como: escada,sistema de camera em fibra,um grupo de no minimo tres homens
    treinado e capacitado para pensar como um sequestrador,e como ele agiria nas condições de tempo e lugar; observem a obstrução na porta, o
    tempo levado para adentrar, neutralizar o lindenberg e observar se refens feridos ou não
    e removelos;; em uma das aparições do sequestrador
    pelo menos quatro posições favoraveis para abatelo
    no momento da comida 68% de massa corpora da eloá
    em oportunidade de ser resgatada,ineficácia de vigilancia ao despreparo fisico e tático de todo o grupo que esteve envolvido na ação da tentativa de resgate das vitimas sem nenhuma sequela;;; não podemos deixar de lembralos de que decisões pre-
    cisam ser tomadas sem antes se egotarem todas as possibilidades antes de uma ação coordenada e eficaz, sem por em risco as vidas a serem preservadas no minimo no aceitavel;; que DEUS
    abençoe todos os familiares das vitimas de eloa
    e de sua amiga corajosa porem imprudente na ocasião, não estou julgando mas observando o obvio
    mas apeso maior se dá pelo despreparo em situações como estas ( UM LIDER NÃO SE É ACHADO PELO SEU TAMANHO MAS POR SUA INTELIGENGIA EM TEMANHO.)
    que D E U S abençoe a todos…………………

    Curtir

  9. Meu Deus, onde estamos !?

    Que polícia é essa !?

    Eu imagino o seguinte.
    Com toda a imprensa dando cobertura ao sequestro (o que é normal), a polícia colocou seus melhores agentes e negociadores na operação, certo. Normal também, estão filmando, seria a oportunidade de mostrar ao vivo o bom trabalho da polícia.

    Minha nossa, esse é o melhor que podem fazer?
    Foi uma trapalhada total.
    Dizer que a operação foi desastrosa é um elogio.
    Erraram no básico do básico do básico.
    Nem a pior das polícias faria um papelão desses.

    O resultado da operação é um reflexo da completa incompetência da polícia:
    – uma refém morta (uma família destruída)
    – uma ex-refém que volta a ser refém e não morre por sorte (uma família traumatizada)
    – bandido vivo (o povo é que paga a estadia dele na cadeia)

    Fizeram lambança, não tem como negar, todo mundo assistiu pela tv.
    Com certeza a família da menina que levou um tiro da boca vai processar a polícia. Vai demorar, mas vai ganhar.

    Agora imaginem os casos que a mídia não cobre?

    Salve-se quem puder!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s