A mídia errou?

Tenho lido e ouvido muita coisa sobre o comportamento da mídia durante o sequestro das garotas Eloá e Naiara pelo “apaixonado” Lindemberg.
É natural.
Após o trágico desfecho do sequestro de Santo André, muita gente quer entender a responsabilidade de todos os envolvidos.
No caso em questão, é impossível não voltar o olhar para a mídia.

Mas, a imprensa teria tido comportamento exagerado, sensacionalista durante a cobertura do sequestro? Teria influência no desfecho?
Talvez sim.
Poderia ser diferente?
Acredito que não.

Um acontecimento como este, em que as vítimas ficaram sob poder do criminoso por cerca de 100 horas, está sujeito a erros de todas as partes. Inclusive da imprensa.

E nesse caso, a mídia perdeu o controle.
De novo, é claro.
Não foi a primeira e nem será a última vez.
É obvio, vai acontecer de novo!

Por quê?
Simples… A danada da audiência.
Boa parte dos problemas estão relacionados ao Ibope.
A motivação pela audiência quase sempre interfere no bom-senso.
Como o público é emocional, vale tudo para atraí-lo.

Atraí-lo é o que recomenda o negócio.
A mídia é uma empresa. Um negócio.
Por isso, erra toda vez que a mercadoria à venda é de risco.
Um sequestro é uma notícia de risco.
Mas é preciso “vendê-la”.

Como vendê-la sem prejuízos sociais?
Difícil responder.
As fórmulas existentes têm se mostrado falhas.
Atrás delas estão seres humanos que se empolgam…
Perdem os referenciais do valor do outro e só pensam no produto à venda.

Dá para evitar?
Talvez. Mas sempre haverá riscos.
Até de ficar sem público…

PS- Por opção, este blogueiro não tratou uma única vez do sequestro enquanto esteve em andamento.

Jornalista: diploma obrigatório…

Li há pouco uma das melhores reflexões já produzidas sobre a necessidade do diploma para o jornalista. Livre do debate ideológico, Rogério Christofoletti produziu um texto que descontrói argumentos favoráveis e contrários ao diploma. Vale a leitura. Aqui.

Gente demais…

Uma das informações dadas pelo vereador Mário Hossokawa durante entrevista à CBN Maringá foi de que muitos funcionários do Legislativo não são conhecidos. Ele reconheceu que a estrutura da Câmara não comporta tanta gente.

Estima-se que, entre vereadores, funcionários de carreira, cargos comissionados e assessores, o Legislativo tenha mais de 200 pessoas.

Jornalista é espancada…

A bela aí do lado foi espancada quase até a morte. Trata-se da jornalista americana Anne Pressly, 26 anos. Ela é âncora de um telejornal da KATV, na cidade de Little Rock, Arkansas.

A polícia não sabe se o espancamento está relacionado ao trabalho dela ou se teria sido resultado de uma violência após um assalto, já que a bolsa da jornalista foi levada pelos criminosos.

PS- Anne está internada e corre risco de morte.

Atualizado (segunda-feira, 27/10): A jornalista morreu nesse fim de semana em virtude do espancamento sofrido.

Foto: Associated Press

Boas entrevistas…

Conversei hoje com os vereadores Evandro Jr e Mário Hossokawa.
Evandro chega à Câmara de Maringá aos 20 anos.
Hossokawa tem bem mais que isto de vida pública.
Ambos apostam numa legislatura digna e que responda aos anseios do eleitor.
Hossokawa chegou a dizer que a atual câmara foi reprovada.
Ainda assim, quer ser o próximo presidente.
Já Evandro diz preferir a renovação.
As entrevistas estão no site da CBN.

PS- Os leitores deste blog, que são de Maringá, deveriam gastar um tempinho para ouvi-las. Vale a pena!

As manchetes…

– Supermercados abrem um domingo por mês
O jornal O Diário de hoje destaca o acordo entre comerciantes e comerciários. Conforme a convenção coletiva da categoria, os empregados trabalharão em sistema de rodízio e descansarão durante a semana. Os mercados vão funcionar das 8h às 13h. Os funcionários vão receber bônus e hora extra. A abertura começa a valer a partir do próximo domingo, dia 26.

– Paraná responde por 7,4% dos empregos gerados no Brasil
A manchete do Hoje Notícias trata da geração de empregos entre janeiro e setembro deste ano. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, de cada 100 empregos formais gerados no Brasil, 7,4 foram registrados no Paraná. Entre as cidades, destaque para Curitiba, Maringá e Londrina.

– Crise econômica gera alerta do Procon
A manchete do Jornal do Povo ressalta a recomendação do órgão de defesa do consumidor. O diretor do Procon de Maringá sugere que os clientes tenham precaução ao fechar qualquer tipo de negócio. Valdir Pignata destaca que o futuro da economia brasileira está incerto, diante da crise internacional.

Diário do Noroeste de Paranavaí
Homem armado com faca ameaça mulher por mais de 3 horas

Umuarama Ilustrado
Negociações não avançam e greve continua

Folha de Londrina
Barbosa apóia Belinati; Serra dá força para Hauly

Gazeta do Povo
BC anuncia mais R$ 65 bilhões para a safra e construção civil

Jornal do Brasil
Um crime que abala o Rio

O Globo
TSE condena ataques na reta final da campanha

Valor Econômico
BNDES dará socorro para giro com taxa de mercado

O Estado de S.Paulo
Governo libera mais R$ 6,5 bi para safra e construção civil

Folha de S.Paulo
Bancos oficiais ampliam empréstimos contra crise