O custo de nossas escolhas…

Texto do programete que produzo para a Rede Novo Tempo:

No programa anterior falamos sobre a vida na prisão do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá. Destacamos, principalmente, as conseqüências do ato criminoso do casal na vida dos filhos. Apontamos que não o caso não ficou restrito à morte da menina Isabella. Hoje, os filhos do casal, um garotinho de três e outro de um ano, sofrem com a falta de referência dos pais. Além de se confundirem em relação a quem são seus pais, os meninos estão agressivos.

Sabe amigos, não tem como escapar. Nossos atos têm conseqüências. Muitas vezes, as conseqüências são maiores para outras pessoas que para nós mesmos. No caso do pai e da madrasta da menina Isabella, eles estão presos. Mas não se pode dizer que estão pagando caro pelo crime que cometeram. Entretanto, toda uma família foi arruinada. Gente inocente vai pagar um preço que não fez por merecer…

Também é assim conosco. Nossas escolhas têm um preço. O preço pode ser um casamento desfeito… Pode ser uma morte no trânsito… Um filho que nasce na adolescência… Um emprego perdido… Um amor não conquistado. Tudo depende das escolhas que fazemos.

Alguns entendem que vale a pena o prazer de uma relação fora do casamento. Mas o “casinho” de hoje pode se tornar na dor de perder uma companheira. Mais que isto, sofrimento para quem foi traído; futuro incerto para os filhos. Crianças que podem crescer sem a tão importante presença de um pai e uma mãe, juntos.

Outros acreditam que não há problemas em sair escondido, dirigindo por aí, num ato de desobediência aos pais. Acreditam que nada vai acontecer. Às vezes, a conseqüência é dura demais. Um acidente, uma morte, perdas… Perdas eternas.

Toda ação implica numa reação. É a lei natural. Não se trata de punição divina. Trata-se de uma resposta para uma escolha que fizemos. Por isso, nossas escolhas devem ser sábias, responsáveis. É verdade que existe uma fase na vida da gente que queremos ousar, queremos contrariar a ordem natural das coisas, queremos dizer que somos donos do próprio nariz, queremos defender idéias diferentes daquelas que estão no livro sagrado, pois achamos que tudo ali já está ultrapassado ou foi escrito para pessoas de um outro tempo.

Mas, mesmo quando podemos ser considerados ignorantes, jovens demais para saber tudo sobre a vida, mesmo nessa fase, nossas escolhas podem deixar marcas profundas em nossa vida e na vida de outras pessoas. Como disse, é a lei natural.

A vida é para quem busca a sabedoria… Temos liberdade, direito de fazer escolhas. Mas é preciso saber que nenhum ato passa despercebido. Tudo tem um custo. Vive melhor, quem sabe disso e busca, racionalmente, calcular antecipadamente o custo de suas decisões.

Anúncios

Um comentário em “O custo de nossas escolhas…

  1. Nezo, voce deveria apresentar junto com o Dr Flávio Gikovate. Ultimamente está escrevendo muitos textos ligado a relacionamentos. Prabéns, está muito bom.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s