Luciano do Valle com saudades da Globo

O narrador Luciano do Valle deve estar com saudades da Globo. Ontem, durante a transmissão da primeira partida da final da Copa Sul-Americana, ele disse que a partida era transmitida com exclusividade “aqui na Globo” (veja aqui).

Errou duas vezes. Primeiro, pela gafe. Afinal, ele é locutor da Band. Segundo, porque a Globo também transmitiu o jogo.

Luciano do Valle ainda tentou evitar chamar atenção para a gafe, mas o comentarista língua-solta Neto não se conteve e corrigiu o colega.

Anúncios

Festa com o dinheiro público

É revoltante… Veja nota publicada no Filtro:

A Folha (para assinantes) obteve, judicialmente, acesso a cerca de 70 mil notas fiscais apresentadas por deputados federais para justificar os gastos da verba indenizatória de setembro a dezembro de 2008 – cerca de R$ 15 mil recebidos mensalmente pelo parlamentar para despesas como combustível, hospedagem, passagens, alimentação. O jornal verificou que muitos deputados mostram notas de suas empresas ou familiares. Por exemplo, notas de gasolina de postos de combustível do qual é dono ou de hotel da família para despesa com hospedagem.

Dá para acreditar? Talvez isto explique por que a Folha precisou recorrer à Justiça para ter acesso a essas notas fiscais.

Felizmente, a pressão por transparência aos poucos vai dando resultados. A reportagem identificou que essa prática (de usar notas fiscais de empresas pessoais ou de parentes etc) não ocorreu mais depois que os gastos passaram a ser divulgados na internet, em abril.

As manchetes do dia

Leia aqui um resumo das manchetes dos jornais de Maringá. O Diário trata do índice de casamentos e divórcios em Maringá. Hoje Notícias revela que mulheres da classe alta não denunciam casos de violência doméstica. Já o Jornal do Povo fala da greve dos funcionários do Ministério do Trabalho.

Prefeitura admite: Parque do Ingá só reabre no ano que vem

Desculpe-me a ausência de modéstia… Mas acertei de novo. Em julho, eu disse: o parque do Ingá não abre até o fim do ano. Hoje, o secretário de Controle Urbano e Obras Públicas, Walter Progiante, admitiu: o local só será reaberto no ano que vem.

Na ocasião, lamentei o fato de a prefeitura não ter aproveitado o período em que a reserva ficou fechada – por causa da estranha morte de macacos – para fazer as licitações necessárias e deixar tudo pronto para o início das obras de reforma.

A burocracia só começou dias atrás. O município perdeu tempo. Mas desde o momento em que foi suspensa a “necessidade” de manter o local fechado vinha prometendo reabri-lo até dezembro. Só palavras ao vento… O que reforça a tese de que o poder público tem pouca eficiência na execução de seus projetos.

Atualizado: Vale acrescentar que, em julho, em nota oficial, a prefeitura anunciou que as obras começavam imediatamente. Veja:

– Tendo em vista que não há mais risco para a saúde, as obras de revitalização do Parque do Ingá serão iniciadas imediatamente.

Detalhe, estão começando agora. Vamos fazer contas? Quatro meses depois.