Para evitar o cancelamento, BrTurbo cobra R$ 3,90 por provedor

Desde que instalei banda larga em casa, acumulo histórias. A maioria, ruins. A última começou a se desenrolar domingo passado.

Meu modem pifou. O calor acabou com ele.

Um vizinho me arrumou um aparelho usado. Mas, obviamente, era preciso reconfigurá-lo.

Liguei pra o provedor. BrTurbo. Coisa simples. Apenas suporte técnico.

O primeiro problema: meu CPF não conferia. Depois de acertado, soube que os R$ 13,50 que pago por mês não incluíam assistência por telefone. Só online.

Mas como ter atendimento online se não tinha internet? Simples, era só pagar mais R$ 5,40/mês. Ah… e a cobrança não viria na conta telefônica, pois a fatura já estava fechada. Teria que seria boleto bancário ou cartão de crédito.

Pirei. Agradeci a “gentileza”, liguei para a Oi e contratei o provedor deles por R$ 8,90. Em cinco minutos, tudo resolvido.

Faltava cancelar o BrTurbo. Tarefa difícil. Só consegui ontem. E com muito custo.

A moça quase brigou comigo. Queria que eu continuasse com o provedor deles. Quando viu que estava decidido a encerrar o contrato, começou a baixar o preço. Reduziu para R$ 9,90. Respondi que não. Não pagaria dois provedores. Aí ela fez uma oferta maluca: R$ 3,90. Contrato vitalício. Ou seja, preço para todo sempre, amém.

No domingo, para ter suporte por telefone, o serviço estava ficando por quase R$ 20,00. E sem nenhuma negociação. Quatro dias depois, quando meu problema já estava resolvido, queriam manter-me como cliente pagando menos de R$ 4,00. Impressionante.

Mistura de Beyoncé com Alcione?

Li há pouco uma frase da Preta Gil na Isto É. Ela se define:

– Sou uma mistura de Beyoncé com Alcione.

É não… Com todo respeito à filha do mestre Gilberto Gil, diria que, somados, os talentos de Beyoncé e Alcione nunca produziriam uma Preta Gil. Sem contar que ambas estão longe de se auto promoverem.

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – Cinco bairros têm 41% dos casos de dengue
De acordo com reportagem do jornal, o Jardim dos Pássaros, com 12 casos, é o bairro mais atingido pela doença em Maringá. O Jardim Alvorada, Jardim São Jorge, Ebenezer e Ney Braga completam a lista. Já são 122 casos confirmados de dengue. A Secretaria de Saúde tem outras 368 notificações de suspeita da doença.

HOJE NOTÍCIAS: Policiais civis do Paraná param a partir da zero hora
Cerca de 3.200 policiais do Paraná prometem iniciar uma greve por tempo indeterminado a partir da meia-noite de hoje. Em Maringá, o atendimento estará restrito somente a delitos graves. 30% do efetivo policial estará de plantão.

JORNAL DO POVO: – Casos de dengue continuam aumentando
A manchete do jornal também trata dos casos de dengue em Maringá. O município trabalha para conscientizar a população sobre as formas de evitar a doença. O alerta é para que se elimine água parada encontrada especialmente em resíduos e lixo acumulados em quintais, pratos de vasos de plantas, reservatórios sem tampa, tais como as caixas d’água e pneus armazenados ao ar livre.