As revistas da semana

VEJA: Caiu a casa do tesoureiro do PT. O petista que vai cuidar das finanças da campanha de Dilma Rousseff é apontado em inquérito como pivô de um esquema que desviou dezenas de milhões de reais e abasteceu o caixa dois da campanha de Lula em 2002. Também na edição, o Brasil ficou longe de atingir as metas estabelecidas para se alcançar em 2010 na educação. E a qualidade ainda é uma meta distante. A hora da estrela: Sandra Bullock já fez de tudo: filmes bons (e nem tão bons) de sucesso, filmes esquecíveis, filmes ruins. No último ano, porém, ela tentou algo diferente: levar-se a sério como atriz.

ÉPOCA: Os segredos dos bons alunos. Como eles tiram notas altas (sem ser superdotados). Como se forma um bom aluno. A reportagem sustenta que só querer não basta. Por que Serra está esperando. Apesar de a vantagem sobre Dilma ter caído, o governador calcula que adiar o confronto é a melhor estratégia para derrotá-la na campanha. A nova Fórmula 1. Mudanças podem tornar a temporada de 2010 a mais emocionante da história. A Época também busca responder se vale a pena se vacinar contra a gripe suína.

ISTO É: O coquetel do prazer masculino. Novos remédios, tratamentos à base de células-tronco, terapia genética e reposição hormonal, entre outras opções, ajudam os homens a superar as principais dificuldades na cama e a reencontrar a felicidade no sexo. Palanque digital, candidatos elegem o Twitter como a estrela da internet para se aproximar dos eleitores e multiplicar seus discursos. A sucessão presidencial passa por Minas Gerais. Aécio Neves segue a lição do avô Tancredo e adota a política da convergência: nega ser vice, mas garante que Serra terá os votos do segundo maior eleitorado do País.

CARTA CAPITAL: O plebiscito em marcha. Uma equidistante análise dos governos FHC e Lula. Ainda na edição: Aécio rejeita a ideia da chapa puro-sangue, mas Serra continua firme na sua criticada estratégia. Silvio Berlusconi, premier italiano, vem para uma visita rápida ao Brasil, porque o assoberbam os problemas enfrentados por seu governo.

Anúncios