Baixar música

Sempre falo aos meus alunos que as novas tecnologias estão nos levando a construir uma nova sociedade. É difícil dizer se será melhor ou pior. Nossa relação com o tempo, com os objetos, com as pessoas etc está mudando. Por exemplo, muita gente já prefere ver TV pela internet. Assistir filmes online na rede. E música, então? Quase tudo é baixado, ilegalmente, pela net.

Mas veja que interessante… Uma pesquisa divulgada hoje revela que 40% das pessoas que baixam música não conhecem alternativas legais para fazer downloads. Por isso mesmo, já existem especialistas que defendem a adoção de outra estratégia por parte da indústria fonográfica. Segundo eles, o foco do combate à pirataria deveria ser outro. Em vez de lutar contra a maré, as companhias deveriam criar e divulgar mecanismos de compartilhamento de arquivos.

Detalhe, hoje 95% das músicas baixadas são feitas de forma ilegal.

3 comentários em “Baixar música

  1. É eu acho que muitas pessoas baixam musicas por maldade, “é de graça mesmo” eu já sou o garoto á moda antiga… Gosto de ter o CD, o encarte para colecionar! Acho mesmo que as grandes gravadoras deveriam popularizar os preços dos discos. assim as pessoas que baixam musicas ilegalmente poderão ter a opção de adquirir produtos de uma forma legal! Abraços Renato Hostins Junior

    Curtir

  2. O que torna o download proibido é a tal da propriedade intelectual né?

    Eu sou a favor do download gratuito, acho que a propriedade intelectual não oferece benefício nenhum (pelo menos na questão cultural) à sociedade.

    Uma coisa muito legal, principalmente para os saudosistas: os discos de vinil voltaram com tudo. Embora exista a possibilidade de download gratuito, as pessoas preferem cmprar discos – artistas atuais lançam vinil. Este exemplo mostra que não é a coibição do download gratuito que garantirá o mercado musical, mas sim a criatividade para a venda.

    outro exemplo interessante: muitos blogs ou sites que disponibilizam download de filmes, jogos, música, software, etc. são mantidos por doações dos usuários e fãs.
    Conclusão: as pessoas voluntariamente pagam por arte.

    As oportunidades de negócio não desaparecem com a legalização do download. A criatividade das pessoas formata-se padronizada e estática na coibição da cultura e da arte.

    abraços!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s