O que dizer a alguém que sofre?

sofrimento

Esta é uma pergunta que faço a mim mesmo todas as vezes que encontro alguém que está sofrendo muito. Esta semana falei com duas pessoas que estão passando por momentos difíceis. Confesso, senti-me impotente. Como tirar a dor daquele peito? Como devolver o sorriso para aquele rosto?

Uma jovem me disse: “Ronaldo, faz dias que não consigo dar um sorriso”. Eu a conheço. Ela tem um sorriso adorável – daqueles que contagiam. Fiquei triste por ela. Porém, não soube muito o que falar. Diria que apenas “emprestei” meu ouvido.

Sabe, algumas pessoas parecem ter um dom especial… Sabem o que dizer, conseguem ser relevantes nos momentos de dor. Essas pessoas parecem anjos de Deus, capazes de aliviar o sofrimento.

Estou longe de ser essa pessoa. Sou pouco emotivo; talvez racional demais. Frio demais para tornar mais leve a dor de quem precisa de ajuda. Entretanto, tenho descoberto coisas interessantes. Quero compartilhar um pouco com você.

Tenho lido a obra “Onde está Deus quando chega a dor”. Trata-se de um livro do premiado escritor cristão americano Philip Yancey.

Nessa obra, o autor compartilha algumas lições que ele mesmo aprendeu após exaustiva pesquisa.

Uma delas é de que, para quem sofre, nada é mais importante que saber que ainda se tem amigos; que os amigos não abandonaram. Não são as palavras que fazem a diferença. É a demonstração clara de que se está disponível, interessado em ajudar.

Mas precisa ser alguém disponível que saiba reconhecer que, às vezes, o silêncio é mais importante que um discurso. Philip Yancey destaca que, nos momentos de sofrimento, não são os filósofos que são lembrados, pois não é o muito falar que ameniza a dor.

Quem tenta explicar a dor quase sempre provoca mais sofrimento.

A pessoa que sofre geralmente tem a sensação de que Deus a abandonou. Então, é neste momento que somos chamados a mostrar o amor que os Céus não parecem demonstrar. Para isso, não precisamos de discursos. Só devemos estar disponíveis. Só temos necessidade de ser o mais natural possível. Na dor, a pessoa quer perceber que a amizade que tinha não mudou; e que ele não está sozinho.

Demonstrar pena, lamentar, reclamar, dizer frases chavões do tipo “Deus sabe o que faz”… Isto tudo, pouco ajuda. Como eu disse, é preciso ser o mais natural possível.

Se você sempre foi um contador de piadas, mantenha o mesmo comportamento com esse amigo. Se costumavam fazer orações juntos, tenha a mesma atitude. Se gostavam de se reunir para bater papo, tente continuar com essa rotina – procure por alguns momentos esquecer a doença, a perda, a morte que provou o sofrimento. Claro, dentro de um bom senso.

Philip Yancey faz uma ótima analogia com o comportamento dos pais diante de algum acidente com os filhos. Quando a criança chega chorando, o que fazemos? Geralmente a abraçamos carinhosamente e simplesmente dizemos: “O que foi que aconteceu? Eu estou aqui. Fique calmo”. Nós ouvimos sua reclamação, sua dor. E respondemos com nosso carinho e atenção. Portanto, se quiser ajudar, saiba que o sofredor precisa mesmo é do abraço, da verdadeira amizade.

Um comentário em “O que dizer a alguém que sofre?

  1. Boa tarde Ronaldo,

    Amanhã, esse artigo, que você tão gentilmente nos presenteou fará 4 anos. Incrível o poder que as palavras têm. É impressionante o poder que se tem atualmente de se poder compartilhar palavras, textos…com pessoas que nunca vimos.
    Você faz ideia da quantidade de pessoas que você ajuda com as suas palavras? É divino isso!
    Hoje minha filha me mandou uma mensagem pelo WhatsApp dizendo que estava sofrendo, que estava triste…Pois achava que seu namorado (há pouco mais de um mês) estava demonstrando que queria terminar o relacionamento. Meu coração gelou, diante da possibilidade de vê-la sofrendo. Quis ajudá-la e usei todas as frases idiotas que você mencionou em seus textos (sem saber o quanto não inúteis). Bastava eu dizer que estava ao lado dela, para segurá-la no colo quantas vezes ela quisesse, que seria sua eterna ouvinte…
    Obrigada!
    Neste momento não posso ler seus outros artigos porque a aula me espera, mas vou visitar seu blog e explorar seus textos tão logo tenha tempo.
    Passei por algumas experiências relacionadas com sofrimento e gostaria de compartilhá-las com você.
    Mas agora vou indo…
    Parabéns!!!

    Abraços,

    Giovana

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s