As revistas da semana

VEJA: – Ser jovem e gay. A vida sem dramas. Os adolescentes e jovens brasileiros começam a vencer o arraigado preconceito contra os homossexuais e nunca foi tão natural ser diferente quanto agora. É uma conquista da juventude que deveria servir de lição para muitos adultos. Projetos que podem quebrar o país. O risco do populismo eleitoral. Num surto demagógico, os deputados aumentam em 4 bilhões de reais os gastos com aposentados – e vem mais por aí. Comportamento, nem as mais jovens querem mais menstruar. Depois das trintonas e quarentonas, agora são as de 20 e até menos que resolvem parar de menstruar. Nos consultórios, elas pedem o uso contínuo da pílula – e os médicos dizem sim.

ÉPOCA: – Quem manda mesmo nesta máquina. A reportagem de capa trata do aparelhamento do Estado durante o governo Lula. Por que a ascensão ao poder dos sindicalistas e o aumento da presença deles em funções de comando podem moldar o Brasil do futuro. Um raio x inédito revela a divisão de 20 mil postos de confiança entre os partidos. Também na edição, um estudo exclusivo. O Brasil perde R$ 41,5 bilhões por ano para a corrupção. O agropetismo. Dilma Rousseff tenta colher os frutos da aproximação do governo Lula com o agronegócio e provoca reação de José Serra.

ISTO É: – Dilma por Dilma. Em entrevista exclusiva, a candidata à Presidência Dilma Rousseff fala sobre o que considera a diferença básica entre a sua proposta de governo e a da oposição. O passado condena. A procuradora carioca Vera Lúcia de Sant’Anna Gomes fez falsa comunicação de crime, tem um histórico de maus-tratos e ainda assim pôde adotar uma menina. Até que a primeira crise os separe. Há casamentos que não completam um mês após o “sim” no altar. Por que as uniões estão tão efêmeras?

CARTA CAPITAL: – Emergentes e inovadores: como Brasil, China, Índia e Rússia começam a virar referência em tecnologia e gestão. Ainda na edição: reativar a Telebrás é bom ou mau negócio? A cinco meses das eleições, a internet já é campo de uma batalha intensa entre os partidários dos diversos candidatos.

Anúncios