Vagas de estacionamento em Maringá

A prefeitura quer estimular a criação de edifícios-garagem. A ideia é suprir a falta de vagas no centro de Maringá.

O que isso representa? Uma iniciativa do poder público estimulando a iniciativa privada a gerir os estacionamentos da cidade.

Pode não agradar a todos. Afinal, não temos o hábito de pagar para estacionar nossos veículos. Mas se trata de uma iniciativa necessária, fundamental.

A prefeitura tem duas alternativas: garante as vagas nas ruas e avenidas e prejudica a fluidez do trânsito ou elimina esses espaços nas laterais e canteiros das vias e permite o livre tráfego de veículos. Entendo que este é o papel do poder público.

Nas grandes cidades quem quer circular com seus veículos sabe que vai pagar pelo luxo. E geralmente não paga barato por isso.

Em Maringá, com o crescimento da frota não há outra alternativa. É preciso eliminar as vagas das laterais e canteiros (assunto este ainda pouco discutido) para melhorar o fluxo dos veículos. Como contrapartida, a melhor saída é mesmo estimular a iniciativa privada a explorar o serviço de estacionamento.

Vai nos custar mais? Sim. Mas é o preço que se tem de pagar pelo prazer de circular no conforto de nossos carros.

2 comentários em “Vagas de estacionamento em Maringá

  1. Acho válido, mas o espaço aberto pela retirada de vagas das ruas deve ser convertido em espaço para transportes alternativos como a bicicleta. Abrir espaço para mais carros circularem é uma solução tampão, haja visto o que ocorre em cidades mais antigas, hoje com o trâncsito saturado

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s