As revistas da semana

VEJA: – Perdão. A reportagem principal aponta o poder do perdão para amenizar as dores da alma. Perdoar quem lhe prejudicou pode ajudar até mesmo a curar doenças. Ainda na edição, as declarações do candidato a vice-presidente na chapa encabeçada pelo tucano José Serra. Indio da Costa fez duras críticas ao PT e a presidenciável Dilma Rousseff e disse que “todos sabem que o PT é ligado as Farcs, ao narcotráfico, a tudo o que há de pior. Não tenho dúvida nenhuma disso”. Também, o perfil do eleitorado brasileiro.

ÉPOCA: – Viva melhor com menos sal. Com pequenas mudanças na dieta e os novos produtos da indústria, é possível vencer a hipertensão sem abrir mão de comer bem – e com prazer. Cissa Guimarães – A mãe despedaçada. A atriz perde o filho de 18 anos em um acidente que poderia ter sido evitado. Supremacia Jolie. Em “Salt”, a atriz Angelina Jolie invade o último reduto masculino: a aventura de ação. A etiqueta do Facebook. Como cuidar de sua imagem e de sua carreira na maior rede social do mundo.

ISTO É: A tática do medo. PSDB recorre a velhos fantasmas e tenta assustar o eleitor ao vincular o PT a grupos terroristas e ao crime organizado. Nascidos para salvar: as histórias de casais que decidiram ter filhos para que eles ajudassem a curar irmãos doentes. A suspeita: funcionária da Receita confirma à ISTOÉ que está sendo investigada por violar sigilo de dirigente tucano. Ela será convocada para depor no Congresso.

CARTA CAPITAL: – Censura: uma fantasma apenas. Por que a liberdade de imprensa não está sob risco no Brasil. Leia também: Dinheiro para todos, defendem economistas; Serra, atrasado no tempo. Críticas do tucano ao governo Lula deveriam ter sido feitas há 12 anos.