Fiscalização é ponto fraco da regulamentação do serviço de mototaxi

A Câmara de Maringá aprovou ontem o projeto que regulamenta o serviço de mototaxi no município. Foi a primeira votação. No texto discutido nessa terça-feira aparecem uma série de exigências. Todas bastante coerentes.

Hoje, na CBN Maringá, abrimos espaço para discutir o assunto. Procurei ouvir alguém de Londrina. Afinal, por lá, os mototaxistas circulam regulamentados há dez anos.

Entrevistei o diretor de Trânsito e Transportes de Londrina, Wilson Santos de Jesus. Ele foi enfático: a fiscalização é o ponto fraco do serviço de mototaxi. As regras podem ser boas. Mas não é simples obrigar que sejam cumpridas.

Na opinião dele, a regulamentação do setor é necessária, mas geralmente a fiscalização é falha e, por isso, a atividade continua sendo exercida por clandestinos.

Wilson Santos de Jesus também criticou a falta de segurança nesse serviço de transporte e reconheceu que apenas uma legislação severa e cobrança de sua aplicação podem garantir benefícios aos usuários.

Anúncios

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – “Não reaja. É um assalto”.
Em três minutos, dois homens, com a cobertura de outros quatro, levaram cerca de R$ 500 mil da agência da Sicoob da Avenida Colombo. Às 14h53, o primeiro assaltante entrou no banco. Em seguida, o segundo passou uma arma dentro de um envelope para o comparsa, por meio do porta objetos. Os dois renderam o segurança e tomaram a arma dele. Após o assalto, fugiram com as sacolas de dinheiro.

HOJE NOTÍCIAS: – Câmara legaliza profissão de mototaxista
O projeto determina que para cada 400 habitantes haja um mototaxista; a cidade comporta mais 400. Motoqueiros e passageiros terão direito a seguro contra acidente. Não poderão trafegar pelas ruas motocicletas com mais de 10 anos de uso. E os condutores deverão passar por cursos de capacitação.

JORNAL DO POVO: – Comércio terá horário especial na Maringá Liquida
A 16a edição da Maringá será realizada nos dias 28 e 29 deste mês. A campanha terá horário especial de funcionamento. As lojas que ficam abertas até as 18 horas nos dois primeiros sábados de cada mês farão uma troca: os estabelecimentos comerciais deverão fechar ao meio-dia no próximo sábado para poder funcionar até as 18 horas no dia 28 de agosto.