Ter pego em armas tira o mérito de Dilma como candidata à presidência?

Na semana passada, a revista Época publicou uma reportagem especial sobre Dilma Rousseff. Mostrava a candidata à presidência da República como militante de esquerda. Mais que isso, apresentava seu lado “bandida” – a versão Dilma que nada tem a ver com “paz e amor”.

Ao olhar a ficha da petista dá pra saber que Dilma liderou movimentos armados contra o regime militar. Ela também foi denunciada por chefiar greves e assessorar assaltos a bancos.

O tom da reportagem da Época é meio de denúncia. A candidata é apresentada como alguém que esconde um passado não muito recomendável, principalmente para quem postula presidência da República.

Cá com meus botões, não sei avaliar se esse passado tira méritos de Dilma. Será que esse engajamento, ocorrido há 40 anos, faz da petista uma ameaça à democracia ou à cidadania? Ou será que apontaria que se trata de uma mulher corajosa, destemida – mesmo numa situação bastante adversa?

Não defendo Dilma. E tenho dificuldade para avaliar se esses fatos recomendam que não se vote na petista.

Entendo que há outras questões em jogo. Estas vão muito além da ficha policial de Dilma. Particularmente, penso que os primeiros critérios de escolham devem ser a competência para o cargo, a ética e a responsabilidade com a nação.

Na segunda, uma música

Ex-Titãs, Arnaldo Antunes é reconhecido como um dos maiores compositores da música brasileira. Embora sua voz e interpretação não me agradem, é impossível deixar de ouvir várias de suas canções. Hoje, compartilho “O seu olhar”. Faz parte da lista de músicas do compositor que ainda estou conhecendo. A letra me faz lembrar esse olhar “que melhora o meu”.

Notas do esporte

TIMÃO
O Corinthians goleou o São Paulo por 3 a 0. A vitória deixou o timão mais próximo do líder, o Fluminense. Apenas dois pontos separam as equipes.

FLURICY
Ontem, o tricolor das Laranjeiras empatou com o Vasco. Na estreia de Deco, o Fluminense ficou no 2 a 2 com a equipe cruzmaltina.

PEIXE
O Santos venceu o Atlético Mineiro por 2 a 0. Depois do “fico”, Neymar desequilibrou e o Peixe venceu na Vila Belmiro.

RAPOSA
Já o Cruzeiro perdeu em casa para o Vitória. Um a zero. A derrota no Mineirão tirou da Raposa a chance de entrar no G4, a zona de classificação para a Libertadores.

FURACÃO
O Atlético Paranaense derrotou o Flamengo por 1 a 0. Mesmo não jogando bem, o Furacão superou o rival rubro-negro.

COLORADO
O Internacional não passou de um empate com o Atlético Goianiense. Depois de conquistar a Libertadores, o Colorado ficou no 1 a 1 com o time goiano.

PALMEIRAS
Palmeiras e Guarani empataram sem gols no Brinco de Ouro. Valdivia jogou 45 minutos na equipe palmeirense.

OUTROS JOGOS
E no sábado, três jogos abriram a rodada. O Botafogo bateu o Avaí por 1 a 0; o Goiás perdeu para o Grêmio Prudente por 2 a 1; e o Ceará venceu o Grêmio de Porto Alegre por 2 a 1.

SEGUNDONA
Pela Série B, o Coritiba segue líder. Mas, sábado, foi goleado pelo Ipatinga. Cinco a um.