Jornal inglês aposta em vitória “retumbante” de Dilma Rousseff

Com base nas últimas pesquisas eleitorais, o jornal inglês Financial Times está apostando numa vitória fácil da candidata governista Dilma Rousseff (PT). A reportagem foi publicada na noite dessa terça-feira. Nela, o jornal aponta ser “difícil imaginar um resultado diferente do que um vitória retumbante” da ex-ministra.

Além de indicar que o presidente Lula deverá fazer sua sucessora, o Financial Times relaciona falhas na campanha de José Serra. Segundo o jornal inglês, o tucano não tem deixado claro o que seu programa de governo tem de diferente e nem aproveitado os espaços que possui para mostrar o que fará, caso seja eleito presidente da República.

Economia cresce, cai número de desempregados

O crescimento da economia segue trazendo bons resultados. Pesquisa divulgada hoje revela que a taxa de desemprego caiu. Em julho de 2009, cerca de 14,8% dos trabalhadores estavam desempregados. Neste ano, no mesmo mês, o índice foi bem menor: 12,7%. Com a expectativa de aumento do PIB deste ano acima dos 7%, acredita-se que o número de desempregados no país deve diminuir ainda mais até dezembro.

Talvez isso ajude a explicar parte do sucesso da campanha da petista Dilma Rousseff.

As manchetes dos jornais de Maringá

O DIÁRIO: – Pai ganha guarda do filho, mas mãe foge com a criança
O paulistano Fábio Simão, que está em Maringá à procura do filho, Ian, de 6 anos, acusa a ex-mulher e o seu novo companheiro de sequestro. Ontem, oficiais de justiça estiveram na casa dos pais do acusado, que moram no Jardim Novo Horizonte.

HOJE NOTÍCIAS: – Richa fala em melhorar infraestrutura do porto
Na Cocamar, candidato falou em melhorar infraestrutura do porto e em cumprir reintegrações de posse. Durante coletiva, Richa falou da importância de tarifas de pedágio compatíveis e melhorias de infraestrutura no Porto de Paranaguá.

JORNAL DO POVO: – PM atualiza número de mortes no trânsito
De acordo com estatística disponibilizada pela Polícia Militar de Maringá, o número das mortes no trânsito neste ano totaliza 68, sendo que 54 ocorreram no perímetro urbano e 14 na avenida Colombo, que é fiscalizada pela Polícia Federal. Até ontem, 17 pessoas morreram nos locais dos acidentes e 37 depois.