Controlar as emoções ajuda a preservar a relação

Dizem que nossas emoções são consequência da nossa personalidade. Tem gente que se irrita com pequenas coisas – uma gota d'água é suficiente para fazer o copo transbordar; outras pessoas estão sempre bem mesmo quando o mundo parece estar acabando. E entre esses dois extremos há outras tantas formas de comportamento que só a Psicologia é capaz de classificar.

Ontem, falava com uma amiga que anda um tanto abatida nesses últimos dias. Falei da minha preocupação e que o olhar dela traduz o que vai no coração: alguma coisa não anda bem. Ela reagiu com um sorriso e confessou estar um pouco abatida, sem vontade de fazer absolutamente nada e que seu jeito divertido de ser só deve voltar ao normal daqui uns 20 dias.

– Não sou como você, que parece estar sempre da mesma forma. Não tenho esse equilíbrio. Vivo os extremos. Mas em um mês estou bem de novo.

Lamentei. Desejei melhoras. Mas fiquei pensando na complexidade de nossas emoções. O caso dessa amiga é típico; é reflexo de seu jeito de ser. Mas, no que diz respeito à raiva, ódio, irritação, os estresses diários, ainda que essas reações sejam resultado da nossa personalidade, é necessário reconhecer o mal que pode nos causar – e no estrago que provoca no entorno.

Embora reconhecidamente a forma como reagimos diante de determinadas situações seja algo inerente a nossa construção biológica, algumas reações emocionais devem ser tratadas. O que dizer de palavras ríspidas, grosseiras dentro da relação? O que dizer quando esse "estresse" se dá por razões pequenas em que a parceira sequer tem "culpa" pela raiva do companheiro? Às vezes o motivador da irritação está fora de casa, mas quem paga a "conta" é quem divide o mesmo teto.

Sabe, emoções são nossas, individuais. Porém, conhecer a si mesmo e entender nossas atitudes diante de determinadas emoções é um passo fundamental para viver melhor; e principalmente para não magoar as pessoas que amamos.

Anúncios

3 comentários em “Controlar as emoções ajuda a preservar a relação

  1. Ronaldo, Comece a ler ser blog e estou muito feliz por encontrar materias de otima qualidade. Você lê Vida Simples ? Gosto muito desta revista e me parece que você acomnpanha a linha desta revista. Posso chamá-lo de você ?

      1. Meu sobrenome é Yamamura. A revista “Vida Simples”, “simplesmente” melhorou muito a minha forma de ver o mundo. Vale a pena, assim como ler teu blog.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s