Pais que matam filhos; filhos que matam pais

Uma das primeiras notícias que li na manhã desta quinta-feira foi esta:

Embriagado, homem mata filha a facadas e tenta se matar em Minas Gerais

A gente não precisa ir além do título para ficar chocado. É triste. Lamentavelmente, não é um fato raro no noticiário nacional. Pais que matam filhos, filhos que matam pais…

Alguns dizem: “sinal dos tempos”…

Se “sinal dos tempos” for o desamor, o desapego, sim; é “sinal dos tempos”. Tempos estes já existentes na história desde sempre. Então não venham me dizer que isso começou agora. Laços familiares nunca foram motivo para evitar agressão entre pessoas do mesmo sangue e até morte.

Estranhamos, não queremos, não aceitamos, mas humanos são contraditórios e nem sempre possuem amor ou respeitam a vida – até mesmo dos seus. E a bebida, embora possa contribuir para romper com certos valores, apenas revela a verdadeira face dos sujeitos.