Homofobia, preconceito e o politicamente correto

Marcos Mion está sendo processado por homofobia. Ele e a Record. Não, não vou discutir o caso. Quem quiser entender, clica no link e vai ver mais sobre o assunto noutros sites. Quero apenas refletir sobre este momento chato que estamos vivendo. Danilo Gentili falou sobre isto ao defender Mion. Ele está certo. Tudo é proibido. Vivemos o tempo do politicamente correto. É um “deus-nos-acuda”. Qualquer palavra ou frase mal colocada pode render ação na Justiça. Ou o sujeito se vê obrigado a retratar-se.

Dia desses compartilhei por aqui a sensação que tive de constrangimento em sala de aula por usar um termo comum. Ao falar mandar um “Então o neguinho acha que”, parte da sala ficou olhando pra mim como se eu fosse um cidadão que estivesse algum tipo de preconceito contra negros.

Tudo bem, acho que existem exageros. O racismo é uma verdade. Homofobia, idem. Mas peraí… Estamos perdendo a noção das coisas. Daqui a pouco nada pode.

Pra fazer rir, a piada sempre foi construída com base naquilo que constrange. É assim que funciona.

Por que tenho enorme dificuldade até para contar piada? Porque sou todo certinho, tenho cuidado com as palavras, sou todo polido… Enfim. Isso me torna um chato. E não um cara engraçado. Muito menos me faz um defensor das minorias.

Convenhamos, está na hora de educarmos a sociedade para romper com os sentimentos preconceituosos – de todos os gêneros. Não é por meio de leis e pressão que vamos mudar as pessoas. Pelo contrário, só causa mais confrontos e separação. Rir de si mesmo sempre foi a melhor forma de ser aceito e se tornar agradável.

Anúncios

O que tenho a ver com a Mirella e com o Ceará?

Está lá… Há semanas entre as notícias mais lidas. Mas o que tenho a ver com isso? Euzinho aqui não tenho nada a ver com essa história. Porém, muita gente deve ter algum tipo de interesse no tema, né?

Deixa explicar. Estou falando da série de notícias(???) a respeito de Mirella Santos e Ceará. Ela é ex-mulher de um cantor. O Latino. Ele é comediante. Pronto. E estão namorando.

A última deles que está entre as mais lidas do R7 é esta daqui:

Ceará e Mirella trocam novos beijos em público

Diga-me: eles não podem? E que importância isso tem na ordem do dia?

Podem. E se não pudessem, também não seria um problema nosso.

Então, por que as notícias relacionadas ao casal estão bombando na net? Ninguém tem mais nada pra fazer? Ou pra ler? Deve ser isso. Não há nada mais interessante. Afinal, se “novos beijos em público” viram noticia, já não sei mais o que é notícia ou o que de fato importa.