Liberdade de expressão: sabemos usar?

Creio que não. E não só por aqui. O que dizer desse americano que se passou por uma blogueira lésbica? Detalhe, além de criar essa personagem, saiu-se com com a informação de que estaria sofrendo represálias e, por fim, teria sido presa por forças de segurança da Síria.

O que dizer dos milhares de anônimos que fazem circular conteúdo duvidoso ou de ataque moral?

E os pedófilos?

Gente, o que não faltam são crimes na rede.

Tenho dito que a internet é terra de ninguém; que se “gato por lebre”. Mas também tenho apontado que o universo digital é a representação maior da democracia – tanto pelo acesso quanto pela produção de conteúdos. Hoje, todo mundo pode ler o que quiser e pode escrever o que bem entender.

Entretanto, tamanha liberdade parece nos fazer mal. Ao invés de haver um uso racional, produtivo, construtivo deste espaço, faz-se dele um território minado onde o sujeito-leitor tanto pode pisar com segurança quanto sair ferido.

O que esse americano fez foi totalmente irresponsável. Um desserviço a quem gasta seu tempo, trabalhando de maneira cuidadosa, ética, moral para construir um ambiente digno da confiança do leitor.

Mas ele foi pego. E os outros tantos que circulam por aí?

O que me preocupa é que a irresponsabilidade de alguns prejudica outros tantos e pode, inclusive, colocar em xeque a liberdade que temos. Por exemplo, os deputados da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovaram um requerimento convocando os presidentes dessas empresas para tratar da circulação de conteúdo no Facebook e Orkut. Eles querem conhecer os mecanismos existentes para rastreamento de informações veiculadas nesses serviços.

Ou seja, daqui a pouco, por causa da imbecilidade de alguns, todos nós viveremos dentro de um sistema constante de vigilância, num espaço em que a liberdade poderá ser apenas uma utopia de uma democracia fingida.

2 comentários em “Liberdade de expressão: sabemos usar?

  1. Pior será termos uma redução dos serviços gratuitos, como o WordPress, o Blogger e outros tantos úteis para grande parte da população. Pessoas de bem que produzem conteúdo de qualidade e com bom senso, sofrerão uma punição pela imbecilidade e pela boçalidade de “infelizes seres” que não possuem ética para usar a rede.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s