Está aí a questão… Quem se atreve a responder?

Essa coisa de filosofar sobre o cotidiano nem sempre dá certo. Vez ou outra a gente ouve perguntas como esta daí. Esta semana alguém me fez esta pergunta. E insistiu na busca de uma resposta.

Sinceramente, não sei responder. Definir o amor é algo que não me atrevo. Não por ser desprovido de amor, mas por que creio que cada pessoa o experimente e vivencie de forma diferente.

Penso que, se o amor é algo que sentimos, logo é um sentimento. Mas que sentimento é este? Amor não seria a junção de outros sentimentos? Por exemplo, amamos alguém que nos faz sentir paz, alegria, prazer. Ou seja, temos a sensação que amamos alguém quando este alguém faz a diferença em nossa vida – quando nos toca de uma maneira única e especial.

Uma coisa é certa: amor não é aquela loucura cega que tira o nosso foco e nos faz perder o rumo. Isto é paixão. E paixão acaba. Perde-se com a realidade, reveladora de todas as nossas contradições e defeitos.

Por isso, amor também pode ser uma decisão. Às vezes, escolhemos estar ao lado de alguém, ajudar, apoiar, cuidar… E ninguém dá conta de fazer isso por uma outra pessoa sem ter amor.

Seria então o amor algo que temos dentro de nós e apenas escolheríamos o alvo, o objeto ou a pessoa a ser amada?

Difícil responder.

Sei, porém, que os gregos são mais felizes do que nós. Eles têm mais de uma definição para amor – por lá tem conceito para amor entre homem e mulher; amor entre amigos e irmãos; amor do divino pelo humano; e ainda o amor sem interesse. Além disso, filosofaram tanto sobre o amor e apresentaram aos humanos os deuses do Olímpo em todo o seu universo místico, repleto de histórias tão belas (e outras nem tanto), que devem saber muito mais que nós sobre o que é o amor.

Quanto a nós, que fomos privados pelo vocabulário que nos concedeu só uma só palavra para definir algo tão complexo, resta-nos viver. Viver e experimentar o amor. Sendo ele um sentimento ou uma decisão, não podemos negar: faz bem. Torna o homem melhor, pois aproxima, nos torna gentis, pacientes, tolerantes, fiéis, perseverantes, prestativos, justos, capazes de perdoar…

Anúncios

7 comentários em “O amor é sentimento ou decisão?

  1. eu não consigo ver o amor como um sentimento, porque eu vejo sentimentos como ‘momentaneos’ .. o amor é pra ser algo mais consistente e duradouro.. caso contrário era qualquer coisa, menos amor.!
    um casal se separa depois de anos de casamento por que o amor acabou.? amor agora vem dentro de um potinho que você usa até acabar.? não vejo assim.. se amor fosse um sentimento não faria sentido amarmos e termos compaixão de uma pessoa desconhecida que precisa de ajuda.. então pra mim: é uma decisão.! você decide amar uma pessoa independente do que ela é ou do que ela te faz sentir (paz, alegria, etc)..
    como amar o inimigo por exemplo.? visto que ele te trás todos os tipos de sentimentos, menos esses que gostamos tanto de sentir.!
    é facil amar alguém que nos retribui de forma prazerosa.. agora decidir amar alguém que não deseja o seu bem que é o desafio..
    se fosse assim.. Deus não amaria a todos.. amaria apenas aqueles que Lhe agradasse.!
    filosofia fim de noite.! beijo

  2. escolhemos amar ou ñ , dizer q amor é sentimento é completamente errado uma vez q amor é atitude decisao, costumo dizer q sabemos q amamos quando percebemos ser capazes de ir contra todos nossos sentimentos por fazer a coisa certa os sentimenhtos nos amarram apegam a algo ou a alguém , mas o amor é incondicional independe do q estamos sentindo .
    pra mim amor é amor só existe uma forma de amar , DEUS é amor portanto quem ñ tem DEUS no coraçao ñ pode dizer q ama , o q sim existem sentimentos q decidimos investir em cada pessoa , tambem a psicologia explica isso investir sentimentos distintos e isso diferencia as relaçoes , amamos amigos familiares e conjuges mas nosso id ou seja aquilo q se torna ao longo do tempo nossos principios nossa noçao do certo ou errado é q define o q sentimos e por quem , mas amor devemos amar a todos sem diferenças , sem fazer acepçao de pessoas asim como DEUS fez conosco.
    amar é amar em todo o tempo , nao apenas enquanto estao nos agradando , isso é dizer q se ama pois os maus também amas aqueles q lhes tratam bem, aqueles q sao seus familiares,
    como citaram acima amor ñ vem em um frasco q acaba de tanto usar ,é algo pelo q devemos lutar sempre, e essa luta muitas veses temos com nossos proprios sentimentos
    estado de felicidade ou entusiasmo por ver alguém ñ significa amor mas sim paixao , muitos hoje confundem issas duas coisas tao extremas uma da outra .

  3. Eu acho que o amor é um sentimento por que é uma sensação que temos, sentimos a falta do outro, e quando estamos juntos sentimos felizes, paz, alegria,sensação de bem estar…
    O amor verdadeiro ultrapassa limites barreiras, só é real quando construídos ao longo de tempo no dia a dia , superando os obstáculos que sempre aparecem. E eu acredito que o amor não acaba, quando o casal se separa independente do motivo, acredito eu que os dois sofrem até que esse sentimento adormeça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s