Os blogs estão morrendo?

Não acredito nisso. Embora perceba que o modismo passou. Semelhante ao parece estar acontecendo com o twitter. Não significa que vão morrer. Deixar de existir. Creio que apenas se tornaram comuns; são serviços já conhecidos. Fazem parte do cotidiano das pessoas. Portanto, não despertam mais o mesmo interesse.

Refletia a respeito do assunto enquanto preparava uma de minhas aulas. Nesta quinta-feira, pretendo falar sobre os blogs numa das disciplinas. A base da discussão que farei com meus alunos está num texto científico escrito em 2007. Na época, estávamos no auge dos blogs.

Como disse aqui na última segunda-feira, fiz minha estreia na blogosfera em 2005. Recordo que, em Maringá, dava para contar nos dedos os blogs existentes. No entanto, aos poucos, a rede foi tomada por eles. Hoje, dá trabalho saber quantos existem. Gente ligada aos meios de comunicação e outros tantos quase anônimos estão escrevendo.

Entretanto, o fôlego já não é o mesmo. Tenho a impressão que as pessoas preferem compartilhar informações muito mais pelo Facebook. É mais simples, rápido e a interação, bastante eficiente. É fácil comentar, compartilhar. E dá para num mesmo espaço fazer mais que simplesmente isso. Ainda temos ali a lista de amigos, conhecidos etc etc com quem podemos bater papo, cutucar, convidar para ler o que escrevemos… enfim.

Mas creio que isso não vai acabar com os blogs. Estes antigos diários pessoais ganharam novas funções. Mantêm a característica de uma página pessoal, que traduz a personalidade e as emoções do autor; no entanto, permitem a publicação de textos mais elaborados, reflexões e principalmente para debates especializados em determinados segmentos.

Sem a formalidade de um site, é possível encontrar blogs sobre cultura, moda, beleza, saúde, política, economia, esporte etc.

E, com o fim do modismo, temos algumas vantagens. Tornaram-se conhecidos; então, sofrem menos preconceitos (antes, questionava-se: “ah… mas é blog?”). Quem gosta de escrever, produz com mais qualidade; interage usando as demais redes sociais; e, para o leitor, tornou-se possível saber quem é quem é nos blogs – afinal, os melhores já tem um certo histórico, um passado.

4 comentários em “Os blogs estão morrendo?

Deixe uma resposta para Dinor Chagas Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s