Morte aos cristãos

Sabe aquelas coisas que você sempre ouviu falar que acontece, mas nunca teve uma prova concreta? Pois é, foi assim que me senti ao ver essa notícia.

Quando criança, por ser criado numa família cristã, e numa época em que ainda vários países sofriam com regimes totalitários, escutava notícias desse tipo. Li inclusive várias histórias de cristãos presos, torturados, ameaçados de morte e até executados. Parecia coisa da Roma antiga, mas apresentavam-se como fatos atuais.

Essas notícias me assustavam. Não compreendia como alguém poderia obrigar uma pessoa a negar sua fé. Não via lógica.

Hoje, em pleno Século XXI, cá estamos diante de um fato real: um cidadão é condenado à morte por ter uma fé diferente da professada pelo governo de seu país.

Confesso que não dá para entender. Do ponto de vista humano, não dá. Não há razão.

É verdade que a religião, por vezes, é perigosa. Mas ter uma fé, defendê-la ou mesmo tentar convencer outras pessoas de que você tem a verdade, não justifica sequer uma ameaça de prisão.

Ter uma fé e expressá-la livremente é direito das pessoas. Trata-se de algo da subjetividade do sujeito. Claro, não pode interferir a ponto de motivar contenda, inimizade, desavença ou mesmo uma guerra. Mas, quando se trata tão somente da crença, ninguém tem o direito de interferir.

É como uma opinião. Quando se tem uma, desde que não haja uso da força ou manipulação, pode se tentar convencer o outro. Isso é liberdade. Vale o mesmo para a fé e para a religião.

Pena que ainda exista quem não pensa assim. Pena que muitos ainda se calem diante de fatos como esse.

Anúncios

5 comentários em “Morte aos cristãos

  1. Feliz ou infelizmente, para você, isso é bíblico. Até nos países que se dizem “democráticos”, sofreremos com isso.
    É claro que não gostamos, sofremos ao ver tantas pessoas inocentes morrendo injustamente, mas temos que manter nosso foco: o viver é Cristo, morrer é lucro.
    É fácil falar, mas devemos orar, e estarmos preparados para o momento caso ele chegue até nós. Não me lembro qual é a passagem bíblica, mas você deve conhecê-la: Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida.
    Todo mundo teme a morte, mas imagina a felicidade de morrer em nome de Cristo, e ressuscitar e ir de encontro ao Pai, alcançar o Céu tão longamente esperado durante toda a vida?
    Que Deus nos dê a força necessária para resistirmos ao mau, cada dia.

  2. Condeno o ato. Um absurdo. Considero que condenar alguém a morte por sua opção religiosa deve ser abominado. Mas nós, os ocidentais cristãos têm uma trajetória de intolerância que faz deste ato no Irã uma parcela pequena da lista de atrocidades que na conquista planetária a civilização ocidental praticou e ainda pratica.
    O absurdo, mais que a atrocidade que os iranianos cometem ao condenar a morte um homem por causa de sua opção religiosa, é mantermos sobre povos não-ocidentais uma visão distorcida sobre sua cultura, seus valores e o que preservam.
    Espero que o governo iraniano não seja confundido com a opinião de toda a população islâmica. Que a queima do alcorão pelos soldados norte-americanos não seja um ato sintonizado com o olhar se a alteridade necessária para o respeito ao “outro”.

  3. VERDADE EU FIQUEI CHOCADO COM A MATÉRIA FIZ MISSAO EM TENERIFE, UMA DAS ILHAS CANÁRIAS PERTO DO DESERTO SAARA QUE É DOMINADA PELA ESPAÑA, E ENFRENTEI SITUAÇAO DIFICIL, POR CAUSA DO MULSUMANOS QUE DOMINA A ILHA, E MUITA FEITIÇARIA TAMBEM, MAS NÓS CONSEGUIMOS TRABALHAR E GANHAR ALMAS PARA O SENHOR JESUS. EV. DAVID

  4. Talvez, não nas mesmas proporções, mas vivemos em um país que não mata fisicamente um indivíduo, mais mata socialmente. Digo isso, pq toda vez que falo que sou ateia as pessoas me olham como se eu fosse o diabo em pessoa, como um ser mal, e aí por diante….Criticamos outros países, porém não somos muito diferentes deles. Leio e vejo diariamente a manipulação e por vezes a coerção praticadas por religiosos de diversas crenças, vejo frequentemente a igreja intervir em assuntos políticos. Então, fica a reflexão… Uma boa noção de discernimento entre política e religião é o discurso de Barack Obama em uma igreja, vale a pena ver! http://www.youtube.com/watch?v=MWg2wZhL_UA

    1. concordo, francielen. da mesma forma que as pessoas têm o direito de se declararem cristãs e professarem sua fé, quem é cético ou ateu, deve ser respeitado. seja sempre bem vinda por aqui. bom dia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s