Crivella não representa a massa evangélica

Está todo mundo falando que a nomeação de Marcelo Crivella para o Ministério da Pesca aproxima o governo dos evangélicos.

Como se sabe, o governo Dilma tem tido problemas com os evangélicos. Teve o tal do “kit gay” do Ministério da Educação. Teve o posicionamento da ministra da Secretaria Especial das Mulheres a favor do aborto. Teve o ministro Gilberto Carvalho que falou o que não devia falar… Por isso, Crivella tem sido visto como o “salvador”, uma espécie de demonstração pública de que o governo é simpático aos evangélicos.

Cá com meus botões, não sei se a nomeação do bispo da Universal do Reino de Deus será entendida dessa forma pelas diferentes lideranças denominacionais. A igreja do bispo Macedo não é bem vista por muitos evangélicos tradicionais – até mesmo pelos chamados pentecostais e neopentecostais. Há muitas críticas dos próprios evangélicos ao modo de agir da Universal. Tanto no que diz respeito ao jeito de arrecadar dinheiro junto aos fiéis quanto às doutrinas.

Portanto, tenho dúvidas se Crivella no ministério terá algum significado para a massa evangélica. Talvez para algumas lideranças, que já deixaram de priorizar o pastorado e hoje valorizam mais as relações com o poder. Mas não para a grande maioria dos fiéis.

Anúncios

2 comentários em “Crivella não representa a massa evangélica

  1. É, uma questão muito mais partidária do que religiosa, dá status de Ministro a um membro do partido e compromete o partido com as candidaturas do PT na eleição vindoura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s