Dúvidas podem matar relacionamentos


Dia desses conversava sobre a crise no relacionamento de uma pessoa conhecida. Ela estava separada há alguns meses e, apesar de um ter mantido o casamento durante mais de 10 anos, não sabia se amava ou não o marido. Pelo menos numa coisa parecia segura: não queria voltar. Mais recentemente, soubemos que entrou definitivamente em crise. Está angustiada porque a separação, ao que parece, vai mesmo se concretizar – inclusive com a divisão dos bens.

Não houve traição nessa história. E os dois se entendiam. Eram felizes. Mas num certo momento nasceu a dúvida: amo ou não amo? Foi o suficiente para afastá-los. Ele foi tolerante durante bastante tempo, aceitou as dúvidas dela. Entretanto, agora está cansado. Não tem disposição para continuar, principalmente diante de uma mulher insegura.

Sabe, situações como essa acontecem frequentemente. Em alguns momentos, todos nós podemos ter dúvidas. Ninguém está imune. E ninguém escolhe ter dúvida. Entretanto, há outras coisas que estão sob nosso controle. Entre elas, falar sobre as dúvidas. E como falar.

Num relacionamento poucas coisas machucam mais que sentir o parceiro inseguro em seus sentimentos. Você está diante do outro, completamente apaixonado, envolvido, disposto. E a resposta que recebe é:

– Ah, não sei se quero. Não tenho certeza. Às vezes, sinto saudade; outras vezes, não sinto nem vontade de atender suas ligações.

Olha, não sei se este é o seu caso. Mas se for, acorda! Você está plantando sementes de discórdia no seu romance. Está buscando o fim de sua história de amor.

Por mais que haja amor, quando esse sentimento não é alimentado ou plenamente correspondido, a relação entra em colapso. Quem não encontra segurança no outro, começa a sentir-se sozinho. E ninguém dá conta de amar sozinho por muito tempo. Desgasta, cansa.

Por isso, se as dúvidas aparecerem, procure, primeiro, avaliá-las. Verifique se não é apenas uma fase, um momento. Analise se não existe algo que está te distanciando do outro. Muitas vezes, projetamos um modelo de romance, idealizamos. Os dias vão passando e a realidade acaba se impondo, apontando que o amor sonhado é diferente do amor vivido.

Também é importante buscar ajuda. Antes de machucar a pessoa que está com você, procure um terapeuta. Dialogue, converse, ouça. Uma pessoa de fora, não envolvida com o casal, pode ver o que vocês não conseguem ver.

Se as dúvidas persistirem, falar sobre isso com o parceiro (ou com a parceira) já contando com apoio de um profissional pode ajudá-los a impedir que a relação desande de vez. Aí, juntos, talvez consigam encontrar respostas e avaliar melhor essa confusão de seus sentimentos.

Não fazer isso é aceitar o risco de descobrir, depois que o relacionamento acabou, que as dúvidas não passavam de uma bobagem de momento. Porém, aí pode ser tarde demais. E o outro, aquele que estava completamente seguro, já não terá mais disposição para apostar nesse amor.

Anúncios

3 comentários em “Dúvidas podem matar relacionamentos

  1. Hoje eu acordei sem resposta para o meu relacionamento, e fui pesquisar sobre mudanças nos relacionamentos e encontrei seu blog; Me senti um pouco aliviada ,mas é difícil eu entender as mudanças elas são pesadas !! Obrigada .

  2. Eu estou vivendo bem isso, uma angústia, ele tão maravilhoso que nem acredito que encontre,tenho 38 anos já tive um relacionamento sério mais também não durou muito ,NADA me impedi de ser feliz , a não ser essa dúvida esse medo , eu tento me segurar para não falar sobre o assunto e machula-lo ele é tão meigo 😦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s