Uma sociedade impotente diante do descaso dos bancos e das operadoras de telefonia

Sempre acompanho o ranking de reclamações do Procon. Na verdade, nem sei muito bem por que faço isso. Acho que é algum sonho utópico, quase inconsciente. Afinal, não é preciso consultar para saber que serviços aparecem no topo da lista.

Precisa falar? Ok, eu repito: bancos e telefonia.

Quando digo que vejo o ranking por algum sonho utópico, afirmo por causa do desrespeito que as empresas do setor têm pelos clientes. Na verdade, sempre fizeram e fazem o que bem entendem e nada acontece. As penalidades são mínimas diante do universo de reclamações. Mais que isso, o custo dos questionamentos que sofrem é insignificante diante do prejuízo econômico e emocional que causam à sociedade.

Claro, ninguém pode negar a importância dos bancos e da telefonia. Muito menos ignorar os investimentos, a tecnologia e os avanços em novos serviços. Entretanto, essas companhias simplesmente atropelam o Código de Defesa do Consumidor e transformam seus usuários reféns de um atendimento ruim e, por vezes, excludente.

Tenho dito que, no que diz respeito aos bancos, não existe um banco melhor. Existe um gerente melhor, uma conta bancária melhor. Se você tem dinheiro e um bom gerente, não importa qual é a instituição financeira. Já a respeito das operadoras de telefonia, é preciso mais que isso: tem que ter sorte. Não passar raiva é quase um milagre.

Na telefonia móvel, é um “deus nos acuda”; na fixa, idem. São problemas no fornecimento dos serviços, tarifas altas, serviços não executados… Uma loucura!!!

E os órgãos de defesa do consumidor não resolvem o problema. Apenas remediam. Ou seja, amenizam. E registram as reclamações que, depois, aparecem num ranking.

O governo é omisso. A imprensa até noticia o problema. Porém, não amplia o debate. Afinal, essas grandes companhias são clientes importantes.

Com isso, os rankings de reclamações existem apenas para lembrar estamos impotentes. Continuamos e continuaremos sendo desrespeitados. Essas empresas não me parecem se importar com os números. São só estatísticas. Nada mais. Importa o faturamento. E este sempre estará garantido.

Anúncios

Um comentário em “Uma sociedade impotente diante do descaso dos bancos e das operadoras de telefonia

  1. Infelizmente, amigo, somos reféns desses grupos poderosos. Sou cliente da Oi, telefone e internet. No caso de internet, a Oi foi a única que me apresentou propostas, mas nem por isso, deixou de me dar algumas dores de cabeça. Mas o que estava no meu direito, solicitei reparos e revisão de valores. E consegui. Já faz alguns meses que estou tranquila, ou seja, em paz com ela.
    Mas sabemos que os problemas são muitos e muitos por aí…, mas, nem por isso vamos nos acomodar. Aquele que tiver problema não deixe de ir atrás da solução. É um pouquinho difícil, mas não desista.
    Boa noite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s