Sexo no vagão do trem; e sem riscos

Tem coisas que a gente vê e fala: “não pode ser verdade!”. O post anterior foi uma introdução para uma situação que me surpreendeu ainda mais. Alguém pode me explicar isto?

Câmeras da CPTM flagram casal fazendo sexo em trem

Ok, talvez você diga:

– Ah, já vi situações como essa.

Tudo bem. Eu acredito. Mas, caramba, o casal transou tranquilamente dentro do vagão do trem. Por 10 minutos. A mulher chegou a despir-se completamente. O ato teve começo, meio e fim. Sem interrupções.

Sinceramente, não tem nem o que discutir. Tem fetiche para todos os gostos. E se o casal achou excitante fazer isso no vagão do trem, com câmera de vídeo… o que podemos fazer?

Mas a companhia podia fazer alguma coisa. E não fez. Nem tomou conhecimento da festinha dos amantes.

O fato evidencia a ousadia do casal? Sim. Mas o exibicionismo deles é algo que não nos fere, não prejudica a nossa vida; no máximo, nos constrange. Porém, se um casal transa livremente dentro do trem, um sujeito também pode estuprar uma garota e nada vai acontecer. Concorda? Afinal, para que servem as câmeras?

Anúncios

Jornalista de cueca no twitter. Pode?

Impossível não achar graça da informação:

Geraldo Luís publica foto de cueca e irrita bispos da Record

Primeiro, pela idiotice do apresentador do “Balanço Geral SP”. Segundo, pela própria irritação dos bispos da tevê.

Cá com meus botões, fico pensando no que o sujeito tem na cabeça? Se queria fazer graça, eu diria que tal foto é muito sem graça. Já acho de gosto duvidoso a publicação de fotos de caráter íntimo, em especial por quem tem uma imagem pública – jornalistas, atores, políticos etc. E, por ser homem, mostrar-se de cueca… socorro, hein? Será que as meninas gostam? Tenho dúvidas.

Quanto aos bispos, quem mandou contratar o apresentador? Afinal, o camarada não deve ter muita coisa no cérebro para achar bonito colocar mo twitter fotinha se exibindo de cueca. Bom, melhor do que sem nada, né?

De duas uma: ou o cara deve muito resolvido ou carente demais.