Humberto Henrique, melindres e a novela dos salários

Políticos formam uma espécie bastante delicada. São cheios de melindres. Por exemplo, em Maringá, estamos acompanhando há meses a novela envolvendo os salários dos vereadores, secretários, prefeito e vice. Os subsídios foram aumentados no ano passado. E os índices foram abusivos. Por conta disso, depois de muita pressão, um projeto foi apresentado pela Comissão de Finanças e Orçamento para reduzir os valores. Entretanto, até o momento não foi aprovado.

E por que ainda não foi ao plenário para ser analisado e votado?

Simples. Por capricho de alguns vereadores.

Para parte dos parlamentares, aprovar significa aprovar o projeto do vereador Humberto Henrique. De alguma forma, em função da atuação do parlamentar petista nesta questão, os colegas entendem que votar R$ 8 mil de subsídios para os parlamentares, R$ 9,5 mil para secretários e vice prefeito, e R$ 19 mil para o prefeito, é o mesmo que entregar todos os “louros” da redução dos salários para um único vereador – e um vereador da oposição. É muito para eles.

Vários parlamentares se incomodam com a atuação do petista. Entendem que Humberto Henrique só sabe “capitalizar” politicamente em torno do nome dele. É o vereador que mais aparece na imprensa local. Tudo que acontece na Câmara, de alguma forma, passa por ele. Os jornalistas sempre querem ouvi-lo. E os parlamentares não conseguem admitir que isso ocorra em função da boa atuação do petista. Seja por marketing ou não, Humberto age, se projeta, cresce e aparece. E os colegas não toleram. Ninguém consegue fazer autocrítica. Algo do tipo:

– Por que não agir como ele?

Preferem o contrário: tentar ofuscá-lo. Eles se esquecem, porém, que, quem está de fora, quer resultados. E tentar silenciar alguém não muda nada. Quem não faz por merecer os holofotes, vai continuar fora deles.

Anúncios

2 comentários em “Humberto Henrique, melindres e a novela dos salários

  1. É bem isso mesmo Nezo. Humberto Henrique é o vereador que mais se destaca porque, pelo menos até agora, não perdeu tempo com projetos imbecis e sem fundamento, como alteração de nomes de ruas. Independente dele ser ou não de um partido tachado por comunista ou de vagabundos – como muitos ignorantes politicamente o preferem fazer – o fato é que ele trabalha e faz jus ao salário de vereador que recebe, ao contrário de outros que preferem continuar na mesmice.
    Se hoje Humberto é requisitado pela imprensa e ouvido pela mesma; se sua palavra tem credibilidade, é meramente por fruto de seu trabalho, e não por puxar saco de uns e outros do legislativo e executivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s