Desencontros do amor

– Desculpe-me, não fique chateado, mas prefiro não responder.

– Tudo bem, eu entendo. Vou respeitar seu silêncio.

Talvez você já tenha vivido esse diálogo. Ou final de diálogo. Talvez não tenha sido desse jeito, mas um tanto parecido. Entretanto, quem já terminou uma conversa dessa forma sabe bem do que estou falando. O sentimento é de frustração. E para as duas partes. A primeira, por se dar conta de que não tem as palavras certas para responder; a segunda, por esperar por algo que possa tocá-lo ou acalmar o coração.

Quem ficou sem a resposta quase sempre buscava algo a mais. Talvez tenha dito palavras de carinho. Talvez tenha feito promessas. Talvez tenha dito “eu te amo”… Ou simples “palavras de um futuro bom”. Mas a outra pessoa não estava na mesma sintonia. Quem sabe por ainda ter dúvidas. Quem sabe por insegurança. Quem sabe por ter sido pega de surpresa e não querer magoar.

Às vezes, o silêncio é melhor que uma palavra mal falada. Mas, como somos alimentados por expectativas, ficar sem uma resposta quase sempre é decepcionante. 

Está implícita na frase “Tudo bem, eu entendo. Vou respeitar seu silêncio” o discurso:

– Eu entendo, mas será que não pra dizer alguma coisa? Eu preciso de suas palavras agora!!! Será que não pode dizer que concorda, que aceita, que será diferente, que vai mudar, que também gosta, que espera, que ama???

Do outro lado, quem optou pelo silêncio, no coração, reclama:

– Ele precisava dizer isto? Tinha que ser justo agora? Não quero magoar, mas o que vou dizer?

Esse tipo de diálogo nunca termina bem. Não estou falando de terminar em briga, desacordo ou algo do tipo. Não termina bem para o coração. Ninguém fica feliz. E, provavelmente, quem esperava por uma palavra – não qualquer palavra, é claro -, invariavelmente, pode aceitar o silêncio, mas vai se questionar:

– O que está errado? Onde errei? O que ainda preciso fazer?

Não tem jeito, caríssimos. A vida é mesmo assim. É feita de desencontros. O melhor mesmo é aceitá-la. Compreender que nem sempre teremos tudo que queremos. E que, no coração, ninguém manda. Nem no nosso nem do outro. E amanhã… Amanhã o sol pode voltar a brilhar, a vida pode voltar a sorrir.

Anúncios

11 comentários em “Desencontros do amor

  1. Pior que o silencio é a resposta: Não sei. E pior ainda é quando esse “EU NÃO SEI” é a única resposta para todas as perguntas. Impossível uma conversa terminar bem assim. A relacionamento termina, a conversa termina….tudo termina. E não, o sol não brilha e a vida não volta a sorrir.

    1. Quando digo que o “sol volta a brilhar depois”, sustento a ideia que ninguém será consumido eternamente por ter seus sentimentos frustrados num determinado momento. Hoje, alguém te decepcionou, não disse as palavras certas… Talvez essa pessoa até deixe de fazer parte de sua vida. Mas no amanhã sempre poderemos encontrar novos motivos pra viver. Quem sabe um novo alguém, um novo amor…

      1. Coisas do coração quase sempre nos decepcionam porque buscamos no outro a felicidade, mas a felicidade está dentro de nós, em cada gesto, em cada momento….sem dúvida o sol sempre volta a brilhar!

  2. Tudo isso acontece e é culpa da danada da expectativa. Não que agente não tenha que criá-la, não é isso! Mas o fato, é que somos sim, culpados por floreá-la demais. Tem um ditado que se cola a tordo e direito nos Facebooks da vida, que talvez explique bem essa sua reflexão. É mais ou menos assim:
    Se você não deixar algumas coisas da sua vida para trás, ela não vai para frente.
    E acho que é isso mesmo. Agente sabe que na hora dói. Puxa! E como dói.
    Mas por acaso, você já viu algum sofrimento eterno?
    Belíssimo texto professor.
    Abraços.

  3. Concordo em gênero número e grau. E ainda ouso dizer que confio muito mais nas pessoas que se calam pra não se ferirem (a dizer o que não é fiel ao coração) do que nas que dizem pra não ferir os outros. Belíssima citação de Vinicius de Moraes, Marcelo. Que tenhamos sempre coragem para não permitir que os desencontros nos tornem descrentes no amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s