A gentileza que faz falta

Talvez eu não seja um exemplo de gentileza. É provável que não. Até por ser introvertido, quase sempre, não estou tão aberto às pessoas. Porém, uma das coisas que mais aprecio é o respeito pelo outro, o cuidado para não ofender, não magoar… Nem sempre tenho sucesso, reconheço. Mas sei que palavras são armas poderosas. Uma palavra pode fazer sorrir, mas também pode causar marcas que, ainda que o tempo passe, dificilmente serão apagadas.

Hoje, meu filho trouxe uma nova filosofia de vida. Ele contou que um dos seus professores sustenta a tese de que todos pensamos. Porém, alguns têm “pensamento de pombo”. O sujeito até pensa. Mas enquanto pensa, “faz a cagada”.

É fato: muita gente reproduz essa máxima. Por conta disso, sustento a tese de que a gentileza nunca pode nos faltar. Em momento algum. Nem nos grandes conflitos. Ou nos momentos de péssimo humor, mesmo quando também nos sentimos feridos. Eu sei… Não é fácil. Porém, a agressividade verbal revela descontrole das emoções. Mais que isso, desrespeito ao outro.

Quem não tem domínio sobre si mesmo, não pode querer que o mundo lhe ofereça rosas. Gente que fala sem pensar, não se dá conta que afasta as pessoas. Uma palavra na hora errada pode causar mágoas profundas.

E sabe, tenho aprendido que dá pra evitar falar alto, gritar, ser indelicado no trato com os outros. A grosseria não conquista. E nem garante ganhos. Até é possível acuar o outro por um tempo, fazê-lo sentir-se constrangido, silenciá-lo. Mas não posso crer que alguém que deseja ser respeitado reproduza um comportamento rude.

Tem gente que parece achar natural ser ignorante, agressivo e o outro, a pessoa com a qual se relaciona, deve aceitar isso, compreender e acolher. Não, caríssimos, não pode ser assim. Isso é ser egoísta e ignorar que o outro também sente, também tem sentimentos e também deseja ser acolhido. Em relacionamentos amorosos, a gentileza é ainda mais necessária. Duas pessoas que se admiram, que tem carinho uma pela outra, não se tratam mal.

Ser gentil não é ser fraco. É ser cortês com o outro como gostaríamos que outro fosse cortês e amável conosco. É ser simplesmente humano.

 

 

 

Anúncios

4 comentários em “A gentileza que faz falta

  1. Ando muito triste com essa situação…
    Onde moro no Rio, as pessoas andam intoleráveis.
    Penso que gentileza e falta de educação andam juntas.
    Mulheres e homens, pegam no celular com 2 horas de viagem ate o trabalho de manhã cedo vc vai da sua casa ao trabalho, ouvindo o indivíduo gritando e o incrível que parece que so ele(a) fala… Fico pensando se o cara do outro lado, tá ouvindo de fato, porque eu já não suporto mais…

    Percebo, que essas pessoas tem filhos e se falam gritando passa todo essa falta p/ os filhos que reproduzem o que vê e ouvem…
    Minha cunhada, disse que qdo esteve em Recife, nos estabelecimentos comercial as pessoas ficavam na fila numa boa, ela como uma boa carioca estava se descabelando, mas somente ela, as pessoas tranquilamente esperando ser atendidas.
    Aqui a falta de gentileza dos funcionário e clientes é confrangedor.

    Estou louca p/ sair daqui, (desculpa o desabafo). As pessoas aqui não tem
    a mínima ideia do que seja gentileza, as cenas que assisto no dia dia são feias.
    Abç

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s