Elize, traição e amor próprio

É triste que, enquanto a gente se emociona com uma notícia tão singela, outra nos faz tão mal. Sei que a traição dói. Só quem experimenta essa realidade sabe o tamanho da revolta, da mágoa, da tristeza. Entretanto, nada justifica a vingança.

Mas, ao que parece, Elize Ramos Kitano Matsunaga, 38 anos, preferiu tratar o assunto do jeito mais cruel: assassinando o marido, o executivo da Yoki, Marcos Kitano Matsunaga, 42. Matou e esquartejou.

Às vezes, não consigo acreditar que seres humanos sejam capazes disso. Mas são. E certamente muitos ainda pensam que essa é a melhor forma de lidar com a rejeição.

Como sempre discuto relacionamentos por aqui, me atreveria a dizer que pessoas que se vingam diante de uma traição não amam. Nunca amaram o outro e nem a si mesmas. São pessoas dependentes; doentes emocionais.

Gente bem resolvida chora a dor da decepção, mas se levanta e consegue dizer: “ele – ou ela – não me merecia. Vou em frente, porque tenho mais o que fazer”.

Não foi o que fez Elize. Ela preferiu pôr fim a vida do marido, estragar a própria vida e comprometer o desenvolvimento de uma criança que hoje tem apenas um aninho. Lamentável!

Anúncios

3 comentários em “Elize, traição e amor próprio

  1. Boa tarde Ronaldo… Simples assim vc me traiu eu te mato ,,,, Bam!!!!
    Mas quem somos nos para julgarmos , provavelmente ela teria mais razoes escondidas entre as 4 paredes do seu destruido lar. Nao quero defende-la, mas seria ela talvez uma vitima!!!! sendo ele de uma nascionalidade diferente com outros costume talvez muitas outras coisas aconteciam que nao e de nosso conhecimento. Claro nada justifica o ato … Traição, humilhação, seja la que for!!!!! homens fiquem atento nos mulheres somos capaz de coisas que vcs homens nem imaginam … Do perdão ate a vingança implacavel. Fica a dica

  2. Bom dia Ronaldo… penso q não importa o ato, nem mesmo se mataram seu filho e vc quer se vingar do assassino… NADA justifica tirar a vida do próximo… NÃO há motivo pra isso que não seja exatamente oq vc falou..uma doença…
    As pessoas de mentes doentes devem ser tratadas, e não justificadas pelas barbáries que cometem, desculpe, mas fiquei alarmada com o comentário acima!
    Não podemos brincar de Deus pq sentimos dor…
    Um abraço e acompanho diariamente tudo oq posta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s