Vou voltar a contemplar as estrelas

Nos últimos anos, em julho, sempre tiro uma semana de folga. Reservo três ou quatro dias para ficar longe de tudo. Bom, nem tão longe… Aqui o telefone não pega direito, o sinal do celular é ruim, mas a internet quebra um galho. Ainda assim, sinto o cheiro do mato e só ouço o barulho da cachoeira próxima. Nada de carros, motos, fumaça.

Mas o que mais me encanta é a noite. Faz frio aqui. Muito frio. Até pela ausência de prédios e casas, o vento corta e a temperatura parece ainda mais baixa. Entretanto, numa noite como esta o céu é simplesmente perfeito. Lindo.

Há pouco, olhava as estrelas. Não dá para descrever. Na verdade, acho que a última vez que vi tanta beleza foi justamente onde estou, mas no ano passado.

Não sei se o céu daqui é mais bonito. Talvez seja muito semelhante ao céu que eu veria da sacada do meu prédio se gastasse tempo para abrir a porta do quarto e olhar para o alto. Porém, por essas coisas que nós conhecemos – trabalho demais, agenda cheia etc -, não sei qual a beleza que há no céu da minha cidade.

Todas as vezes que levanto os olhos para contemplar as estrelas me pego refletindo na vida e no quanto deixamos de apreciar as coisas simples. Bem, não sei se dá para dizer que uma noite de estrelas é algo simples. Não, não é. Mas é uma beleza gratuita, presente da divindade, que acalma, traz paz e até felicidade.

A gente corre tanto que deixa de sentir, cheirar… ver. E ao fazer isso, abre mão de viver.

Acho que vou indo… Vou voltar a contemplar as estrelas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s