Não acredito em relacionamentos remendados

Podem até sobreviver, mas as chances são poucas. Cá com meus botões, entendo que é preciso mais que disposição para fazer dar certo; há necessidade quase de um toque divino para restaurar um relacionamento ferido, machucado, cheio de mágoa.

Quando se trata de amizade, a situação é mais tranquila. Dá pra resolver. No entanto, um relacionamento amoroso com problemas dificilmente será o mesmo, mesmo que o casal tenha decidido “arrumar a casa” e continuar.

O problema todo está na memória. Perdoa-se, mas não se esquece.

Sabe, conflitos todo mundo tem. Uma relação sem confronto não é uma relação. Quem diz que não tem problema no relacionamento provavelmente não tem um relacionamento. Alguém está se anulando e ambos estão fingindo. Mentem duas vezes: para si e para o outro.

Entretanto, casais maduros não deixam de amar por causa de conflitos. Não abrem mão do relacionamento pelos desencontros cotidianos. Na verdade, o romance fica em xeque quando uma situação se instala em função de comportamentos cotidianos que desgastam e minam o amor.

Conheço gente que perdeu o relacionamento porque nunca respeitou o parceiro. Desmerecia, rebaixava.

Conheço gente que prometia algo e, minutos depois, fazia completamente diferente. Aceitava atender o parceiro e, em seguida, confrontava o combinado. Aos poucos, a confiança foi perdida.

Conheço gente que tinha ao lado a pessoa mais apaixonada, envolvida, entregue ao romance. Porém, durante meses ou anos, devolveu insegurança, gestos que fizeram sofrer, causaram dor.

Há ainda aqueles relacionamentos que passaram por uma decepção, uma traição…

Essas e outras situações acabam com o relacionamento. É como um vaso que se quebra. Não é incomum que as pessoas queiram tentar mais uma vez. E é justo que tentem. Mas o vaso quebrou. E uma vez quebrado, pode até voltar a ser usado. Porém, será um vaso remendado. Ou seja, será um relacionamento remendado.

Uma segunda oportunidade não virá isenta de lembranças, desconfianças, dúvidas. Tem que haver completa entrega pra fazer dar certo. E de ambas as partes. Não adianta só um se esforçar. O detalhe é que quase sempre os problemas que quebraram o laço que unia o casal também roubam as forças principalmente da pessoa que foi vítima. E esta já não consegue se colocar inteira pra lutar pela relação. Nesses casos, o fim parece ter data marcada. Só mesmo um milagre pode transformar água em vinho, renovando sentimentos e fazendo nascer disposição no deserto de um coração que se tornou árido por lágrimas que já não se pode contar.

Anúncios

5 comentários em “Não acredito em relacionamentos remendados

  1. percebo que na maioria das vezes que os casais tentam remendar esses buracos, isso não ocorre por amor, mas, por uma comodidade de estarem juntos e sair da zona de conforto. Por mais terrível que isso pareça, é dessa forma que vejo a maioria dos casais de meia idade que vivem mal, e levam a relação aos trancos e barrancos.

    1. Concordo plenamente com sua resposta…outras vezes usam os filhos para manter uma relação que nao existe mais ou nunca existiu.

  2. Isso é tão verdadeiro que só mereceu dois comentarios, bem fraquinhos. O primeiro em 01/12/2012, o segundo em 03/04/2013 e o terceiro vai agora para fechar a conta.

  3. Nada contra o tema do texto, poderia estar falando de qq coisa. Só acho bizarro pessoas que comparam pessoas com coisas. O ser humano é a coisa mais remendada que existe na terra e plenamente capaz de exercer sua capacidade na sua totalidade apesar disso. Acho que talvez seja devido a algo chamado vida, coisa muito superior a objetos inanimados. Somos mais que simples vazos, e estamos anos luz de nos comportarmos como eles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s