O fracasso é um fato, não um modo de vida

Acho que muita gente ficou decepcionada ao ver a derrota do futebol brasileiros nas Olimpíadas de Londres. A sensação talvez tenha sido ainda pior ao assistir os russos destruírem a seleção masculina de vôlei quando a partida já parecia decida e, o ouro, garantido para o Brasil.

Em ambas as situações, a palavra que define tudo é “fracasso”. Sim, essas equipes fracassaram. Jogadores, técnicos, comissão técnica, dirigentes… todos fracassaram.

Bem, mas o texto aqui não é para falar do esporte. Na verdade, quando comecei a rascunhá-lo, as Olimpíadas nem estavam na reta final. Entretanto, os resultados dessas equipes ilustram bem o tema deste post. Afinal, nada é mais garantido que o fracasso.

Certa vez, li uma frase que me chamou muito a atenção. Dizia:

Tudo neste mundo está condenado ao fracasso, até os mares e as montanhas um dia acabarão.

Ninguém está imune. Um dia, o fracasso vai bater a nossa porta.

Na vida moderna, vivemos sob pressão. Há pressão pelo desempenho no trabalho. Há pressão por resultados na faculdade. Há pressão para conquistas pessoais. Há pressão por vantagens profissionais. Há pressão por sucesso nos relacionamentos. Há pressão por desempenho sexual… Acontece que nem tudo vai dar certo sempre. Vez ou outra, fracassamos.

E o sentimento de fracasso não é bom. Quem fracassa, sente-se a pior pessoa do mundo. Além disso, sente-se envergonhada. Ninguém gosta de admitir que fracassou. Gente fracassada carrega o rótulo de gente derrotada, incapaz. O mundo rejeita pessoas assim. Por isso, quem fracassa ainda se obriga a viver uma farsa: a de que está tudo bem, minimizando os reveses da vida.

Mas sabe qual é a graça disso? Todo mundo adora histórias de superação. Acontece que histórias de superação só existem porque aqueles que as contam também fracassaram. Na verdade, os melhores e mais famosos, todos têm uma coisa em comum: fracasso. Sim, vencedores experimentam derrotas. A diferença é que não se deixam consumir por elas.

Voltemos ao esporte, mais especificamente ao vôlei… Se, naquele terceiro set do jogo, faltando apenas três pontos para o Brasil ganhar o ouro olímpico, o que seriam dos russos se abaixassem as cabeças pelo fracasso nos dois sets anteriores e diante do fracasso iminente?

Caríssimos, embora seja difícil aceitar, a aflição atual pode significar glória futura. Nenhum vencedor se torna vencedor sem experimentar derrotas e aprender com elas.

Uma vez um pensador disse:

O fracasso nos torna filósofos. A visão do topo pode nos cegar, mas a visão de baixo sempre nos traz sabedoria.

Embora não exista receita, é fundamental aprender com o fracasso. Neste mundo de aparências é mais fácil fingir que está tudo bem. Mas, quando tudo dá errado, precisamos admitir que o momento não é bom. Não dá pra fugir. Não importa onde fracassamos – se no trabalho, se nos estudos, se em nosso relacionamento. É necessário assumir o fracasso e não transferir responsabilidades. Temos que entender qual nossa parcela de responsabilidade, aprender com os erros, desencontros, desamor… Só depois, seguir em frente.

O fracasso só faz sentido se lidarmos com sabedoria. Já é duro demais fracassar. [Temos que entender que essa é uma] oportunidade de aprender o que não aprenderíamos de outro jeito.

Sabe, viver uma mentira não resolve. Temos que lidar honestamente com nossas quedas – no passado e no presente. Só assim vamos dar conta de avançar. Na verdade, a gente tem que estar com tudo resolvido dentro da gente. Do contrário, o fracasso segue com a gente. Não o fracasso, mas os motivos que levaram ao fracasso. E, por isso, outros fracassos virão.

E se a dor do fracasso está incomodando agora, entenda que o fracasso é um acontecimento; não é você. O fracasso é um fato, não é um modo de vida. Se você se ver como fracassado, vai afundar mais ainda; se entender que é só um fato, vai aceitar que derrotas acontecem, vai aprender com elas e construir novas oportunidades, pois nada – nem derrota nem vitória – dura para sempre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s