Apaixonados e infelizes

Sim, é possível. É possível estar apaixonado e infeliz. É possível amar muito alguém e sentir-se perdido, angustiado, deprimido. Há momentos em que se ama, mas o relacionamento não faz bem.

Embora nunca tenha falado isso de maneira tão direta por aqui, já indiquei várias vezes que a vida a dois pode ser infeliz. Entretanto, uma coisa é viver momentos de conflito… ou até mesmo uma crise. Outra bem diferente é amar loucamente e sentir-se perdido nos sentimentos por se encontrar infeliz no relacionamento.

E ainda que isso não seja desejável, muita gente vive essa realidade. Gente que, por vezes, esconde atrás de um sorriso a dor de um romance infeliz.

Ao que parece, esse era o caso da atriz e cantora Vanessa Paradis, ex-mulher do astro do cinema Johnny Depp. Em entrevista a uma revista americana, ela resumiu:

Às vezes, você pode ficar numa relação infeliz. Você pode estar muito apaixonado, mas isso te faz infeliz. Você acha que as coisas podem mudar e não consegue.

Sabe, tem gente que ainda sente frio na barriga só de ouvir a voz da pessoa amada. Chega a gelar quando o telefone toca… O coração dispara. Fica ansiosa quando está distante. Porém, quando começam a conversar ou estão juntos, algo não bate… Há um descompasso. Dá tudo errado.

Por vezes, até funcionam perfeitamente na cama. Tem vontade, desejo… Uma química única. Mas a relação é triste. Vivem-se eternos desencontros. Pequenas coisas geram problemas que se tornam insolúveis.

Quem está de fora nem sempre entende. Acha que é só uma questão de conversar, dialogar… Tentarem se entender. Sugere-se até terapia. Os mais próximos insistem na tese de que se há amor, o resto se ajeita. Não, não se ajeita, caríssimos. Alguns relacionamentos parecem ter nascido para serem infelizes. Há paixão, talvez até amor, mas os dois, juntos, não funcionam.

Não tem explicação. Simplesmente é assim. Se o casal insiste, vai vivendo… Vai vivendo porque existe um sentimento que mantém o querer. Mas o coração seguirá infeliz, porque só paixão não nos completa. Para um relacionamento dar certo, a gente precisa de mais que amor. A gente precisa estar em paz. E, por isso, ainda que seja solitário estar só, ainda que a saudade incomode, ainda que falte alguém com quem dividir a cama, ficar sozinho pode ser o caminho para reencontrar-se e voltar a ser feliz.

Anúncios

17 comentários em “Apaixonados e infelizes

  1. O amor não dói, se dói é porque está faltando alguma coisa. Quase sempre uma doação maior de umas das partes e o não reconhecimento da outra!

  2. é verdade, por vezes, uma só pessoa tenta na relaçao, a outra nao faz por onde, mesmo amando, vejo que em certas situaçoes, a soluçao é praticar o desapego, ! é muito triste quando se ama e é infeliz !

  3. Acho que estou vivendo exatamente isso. Eu a amo muito, mas estou infeliz. Principalmente por que o sexo e morno e raro. Nos últimos 3 meses foram umas 4,5 vezes. Isso esta me consumindo.

      1. Obrigado pela atenção. E sim já conversei diversas vezes. Nunca cobro, pois a rotina dela é desgastante. O que esta nos fazendo estar juntos ainda é o amor que sentimos, além do carinho.

    1. Olá Igor, tudo bem?
      Como vc mesmo falou, talvez pode ser a rotina dela que é desgastante…para melhorar um pouco o clima, procure coisas novas, leve-a a um lugar diferente, tente sair um pouco da rotina, Compre rosas, faça elogios…mulheres precisam dessas ” bajulações” para as coisas não esfriarem…mostre pra ela que vc a ama, e que quer mudar essa situação. Espero ter ajudado!

  4. MEU COMENTÁRIO: Caro Ronaldo. Gostei da reflexão. Lendo, pude fazer três associações: 1) O ser humano é impreenchível no seu desejo original, observa a Psicanálise. A paixão é uma promessa deste preenchimento rumo a FELICIDADE, mas se ela não evolui PODE VIRAR “PATOLOGIA” [doença psi; lembrar que “pathos”, em grego, significa sofrimento]; 2) Outro resultado desta FALTA é a relação se tornar APEGO, quando a evolução dela deveria ser o AMOR. [Erich Fromm trabalhou bem esse assunto]. 3) Mas quase-discordo desta s/ afirmação, Ronaldo: “Para um relacionamento dar certo “a gente precisa de mais que amor. A gente precisa estar em paz”. Acho que a gente precisa é mais-que-paixão ou ir para além da paixão, mas SEM PERDÂ-LA NA RELAÇÃO. Momentos de paixão são imprescindíveis nas relações amorosas, para variar o prato. A sugestão para entrar no caminho da relação possivelmente feliz, poderia ser: CLIMA AMOROSO, AFINIDADE é muito importante, SEXUAÇÃO [pelo menos uma vez por ano!!!], SINTONIA NAS CONVERSAS, etc. Também, como é impossível “estar em paz” na vida estressante de nossa época, a prudência recomenda: tentar SER SUJEITO nos altos e baixos da relação no dia a dia. E não esperar MUITO DO/A OUTRO/A, pois a ideia platônica de alma gêmea é sempre enganosa. Valeu!

  5. Estou num relacionamento á 9 meses, e à 4 meses fomos morar juntos.
    Nos amamos mais ele é muito ruim, e disse que nunca vai mudar pq esse é o jeito dele, ele até quer fazer as coisas por mim
    Mais a sua personalidade é mais forte
    E não sei mais o que fazer

    1. Bárbara, não sei se já resolveu seu problema, mas, se este é o jeito dele, há duas opções: aceitar e entender que este é o jeito dele sem expectativas de mudanças, já que isso leva à cobranças; ou simplesmente entender a incompatibilidade existente entre vocês e deixar o que não faz bem para trás.
      Boa sorte!

  6. Acertou na mosca, sem paz, não dá, pode ser a maior paixão do mundo, mas será com certeza o maior inferno, não faz bem. Normalmente isso acontece em relacionamentos unilaterais.Quem já passou por um relacionamento a esse extremo, acaba se encontrando no oásis da solitude e pensa duas vezes antes de entrar em um novo relacionamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s