Relacionamentos não garantem sentido à vida

Ter alguém pra amar é uma das coisas boas da vida. Amar e ser amado faz um bem enorme ao coração. Entretanto, não acredito que um relacionamento dê sentido à vida. A vida pode ficar melhor quando se tem alguém… Parece nos tornar mais completos. Mas viver um romance não garante felicidade.

Acho que nunca fomos tão egoístas, tão individualistas. Mas, no mesmo compasso que nos achamos tão autossuficientes, por outro lado, nunca antes idealizamos tanto os relacionamentos – e a própria existência. Tem gente que reclama, sofre, sente-se a pior pessoa do mundo quando está sozinha. Reclama um amor pra dar sentido à vida. Quando está sem ninguém, está infeliz.

Gente assim fica infeliz ainda que esteja amando. É carente demais. Só é feliz quem sabe ser feliz sozinho.

Entendo, como disse no texto “Gente assim pode casar”, que só deve embarcar num relacionamento quem está feliz, quem está bem.

Lembro, inclusive, de um palestrante que, numa perspectiva bíblica, costuma brincar com a criação da mulher. Diz ele que Adão estava no Jardim do Éden feliz da vida, achando tudo o máximo… Aí Deus deu uma olhada na situação e falou:

– Adão, tua felicidade me incomoda. Vou dar um jeitinho nessa situação.

Assim, Deus teria criado a mulher.

Apesar de ser só uma brincadeira, a piadinha desse palestrante guarda uma verdade: não podemos transferir para o outro a responsabilidade de nos fazer feliz. O outro não pode ser a razão da nossa vida. E sabe por quê? Porque pessoas passam pela nossa vida. Um e outro até tem a sorte grande de ter alguém todos os dias, num relacionamento sem prazo de validade. Porém, quem busca no outro o sentido pra vida apenas se engana, pega de empréstimo a felicidade de outro.

Temos que encontrar sentido pra vida na nossa própria existência. O foco é estar de bem a gente mesmo. Não adianta achar que a vida vai ficar melhor só quando tivermos alguém com quem dividir nossa cama. E sabe o que é pior? Esse tipo de idealização não acontece apenas com a busca de um amor. Tem gente que acha que sua vida só vai ter sentido quando tiver um filho, quando conseguir uma promoção, quando tiver a casa própria, quando completar os estudos, quando estiver na faculdade, quando for rica… Isso é idealizar a felicidade. Não funciona. A vida tem de ter sentido na gente mesmo, no próprio ato de viver. Nascemos sozinhos, morremos sozinhos. Nossa passagem por aqui também é uma experiência individual. O que se ganha “de brinde” é a oportunidade de nos socializarmos e comemorar o presente da vida convivendo com outras pessoas.

Anúncios

12 comentários em “Relacionamentos não garantem sentido à vida

  1. Ótimo texto através dele entendi que minha filha é feliz mesmo sozinha, as vezes precisamos de alguém para mostrar o que não enxergamos.

  2. Ronaldo, maravilhoso seu texto, muito sábio… Após o rompimento de um casamento de 21 anos, estou me reedescobrindo e concordo demais com isso. Primeiramente, temos que nos amar… Sempre que depositarmos nossas esperanças de “felicidade” em outra pessoa, possivelmente, vamos nos machucar. É bom estar com alguém, mas isso não pode ser o objetivo, apenas a consequência. Curto demais seus textos, na medida certa. Parabéns! Boa semana! Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s