Relacionamento não se resolve no grito

É de uma tremenda falta de respeito os xingamentos, palavrões e até mesmo gritos contra o parceiro. Sei que no relacionamento há momentos de conflito. Mas, desculpem-me, ninguém vai me convencer que é natural e inconsequente disparar uma saraivada de impropérios contra a pessoa amada.

Ama? Então, respeite.

O dia a dia nos consome. E tem momentos que a raiva se sobrepõe ao amor. Entretanto, no relacionamento, devemos exercitar o autocontrole. Quem grita, xinga, humilha o parceiro, está plantando espinhos. O que a gente fala, a gente esquece; o que a gente ouve, nem sempre esquece. Por isso, os momentos de rispidez e agressividade verbal motivam desgastes que podem afastar duas pessoas que se amam.

– Ah… mas às vezes ele faz coisas que me deixa possessa?
– Mas ela nunca consegue reconhecer o que faço, vive reclamando…

Caríssimos, se a relação tem problemas, conversem. Gritar não resolve. Xingar, muito menos. Gritar, xingar, ofender, humilhar são recursos usados pelos fracos. Gente sem sabedoria, sem argumento e que precisa impor autoridade faz uso dessas estratégias. É coisa de desesperado, de gente insegura. Quem ama, conquista.

No momento de ira, é normal haver uma elevação de voz. O tom ficar mais ríspido. Mas existe uma enorme diferença entre uma voz mais firme e gritos – principalmente, se acompanhados de palavrões ou frases depreciativas.

Esses comportamentos agressivos plantam a discórdia, roubam o respeito, acabam com a admiração mútua. Criam desconfortos e mágoas. Dentro do casamento, deixam o ambiente pesado e levam os filhos a repetirem o exemplo dos pais.

Nada justifica agir assim. Somos seres racionais. Damos conta de controlar nossas emoções. Só não fazemos isso quando nos tornamos reféns de nossos instintos. Quem é bem resolvido, se cala, espera, fala na hora certa e faz o impossível tornar-se possível.

Anúncios

8 comentários em “Relacionamento não se resolve no grito

  1. Ola Ronaldo, estou conhecendo seu blog agora. Seu texto é muito útil para reforçar o que penso sobre esse tema. Acabei de sair de um relacionamento onde ele usava e abusava dos palavrões e xingamentos em qualquer conversa que tínhamos – mesmo as que não precisavam virar discussões. Concordo que, em hipótese alguma, deve-se partir para a agressão verbal, por mais espinhoso que seja o assunto entre o casal. Sou uma pessoa mais centrada, gosto de ouvir e prefiro deixar a poeira baixar para conversar na hora certa. Amor e respeito caminham de mãos dadas. Quem proferiu uma grosseria pode até esquecer-se dela. mas quem ouve não. Não tem como amor sobreviver sem paz e a paz começa nas palavras.

  2. Eu concordo plenamente com isso, as pessoas tem o dom de conversar, e conversando se entendem.Eu larguei minha cidade, minha familia, casa, tudo, pra vir morar perto do meu namorado.Nós nao moramos juntos, eu passo muitas dificuldades pra ficar perto dele, e ele é uma pessoa boa, só que ele é muito ciumento, e brigamos muito, eu sempre fui fiel, nao saio, nao faço nada da minha vida, ele já me agrediu fisicamente várias vezes, soco de punho fechado no rosto, soco nos seios, varias coisas, mas isso nem é o pior, o pior sáo as agressoes psicológicas, qd ele fica nervoso ele m xinga muito, nem vou mencionar os palavroes aqui, mas ele diz que eu sou um lixo de mulher, que a ex dele é maravilhosa e mil vezes melhor que eu, e depois ele diz que fala da boca pra fora, que eu deixei ele nervoso. Varias vezes depois do trabalho,demorei pra chegar na casa dele, devido ao transito, e ele fez o maior escandalo, me humilhando com xingamentos, qd falo com minha mae no celular, ele fica tocando pra mim e pra minha mae, atrapalhando a ligaçáo, falei com meu pai ontem , e ele disse que eu estava mentindo, que devia estar falando com outro homem.Ele destruiu nosso relacionamento, náo tem mais contato fisico, olhares, nada, nem consigo mais olhar pra ele, mas ainda frequento a casa dele, pq ele ameaça fazer escandalo no meu predio.Eu nao me reconheço mais, nao sou mais a mesma pessoa, ele controla todos os meus passos, nao me deixa ter amigas, diz que se eu vim pra sua cidade, foi por causa dele, e nao pra fazer amizades.Eu estou muito abalada, pareço um zumbi sem reaçáo, só choro, e estou com varios problemas de saude, muito estresse, engordei, estou com pressao alta, problema na tireóide, fiz um exame de glicose pos dextrosol e deu 201 mg, açúcar alto no sangue, e tive hemorragia durante 3 meses devido a um caisto que apareceu no ario, o meu emocional esta muito abalado, minha auto estima, e a agora balou até minha saúde, está tudo bagunçado, de cabeça pra baixo.Desculpem o meu desabafo, eu desviei do assunto, maas nao tenho com quem conversar, eu sou a prova viva do que falta de respeito pode causar num relacionamento, e no emocional de uma pessoa.Ele esta acabando com a minha vida, e eu sinto que estou murchando a cada dia.abraços, fiquem com Deus.

  3. Eu concordo plenamente com isso, as pessoas tem o dom de conversar, e conversando se entendem.Eu larguei minha cidade, minha familia, casa, tudo, pra vir morar perto do meu namorado.Nós nao moramos juntos, eu passo muitas dificuldades pra ficar perto dele, e ele é uma pessoa boa, só que ele é muito ciumento, e brigamos muito, eu sempre fui fiel, nao saio, nao faço nada da minha vida, ele já me agrediu fisicamente várias vezes, soco de punho fechado no rosto, soco nos seios, varias coisas, mas isso nem é o pior, o pior sáo as agressoes psicológicas, qd ele fica nervoso ele m xinga muito, nem vou mencionar os palavroes aqui, mas ele diz que eu sou um lixo de mulher, que a ex dele é maravilhosa e mil vezes melhor que eu, e depois ele diz que fala da boca pra fora, que eu deixei ele nervoso. Varias vezes depois do trabalho,demorei pra chegar na casa dele, devido ao transito, e ele fez o maior escandalo, me humilhando com xingamentos, qd falo com minha mae no celular, ele fica tocando pra mim e pra minha mae, atrapalhando a ligaçáo, falei com meu pai ontem , e ele disse que eu estava mentindo, que devia estar falando com outro homem.Ele destruiu nosso relacionamento, náo tem mais contato fisico, olhares, nada, nem consigo mais olhar pra ele, mas ainda frequento a casa dele, pq ele ameaça fazer escandalo no meu predio.Eu nao me reconheço mais, nao sou mais a mesma pessoa, ele controla todos os meus passos, nao me deixa ter amigas, diz que se eu vim pra sua cidade, foi por causa dele, e nao pra fazer amizades.Eu estou muito abalada, pareço um zumbi sem reaçáo, só choro, e estou com varios problemas de saude, muito estresse, engoordei, estou com pressao alta, problema na tireóide, fiz um exame de glicose pos dextrosol e deu 201 mg, açúcar alto no sangue, e tive hemorragia durante 3 meses devido a um cisto que apareceu no ovario, o meu emocional esta muito abalado, minha auto estima, e a agora balou até minha saúde, está tudo bagunçado, de cabeça pra baixo.Desculpem o meu desabafo, eu desviei do assunto, maas nao tenho com quem conversar, eu sou a prova viva do que falta de respeito pode causar num relacionamento, e no emocional de uma pessoa.Ele esta acabando com a minha vida, e eu sinto que estou murchando a cada dia.abraços, fiquem com Deus.

      1. Tive um relacionamento assim recentemente, mas nao deixei chegar a agressao fisica. Antes disso, observei ao longo de 1ano e 2 meses e percebi que quando contrariado meu ex-noivo agia sem o menor controle emocional, crises de ciumes, inseguranças e por ultimo desconfiança na minha fidelidade. Foi a gota dagua. O amava (e ainda amo) mas rompi o noivado e fiz ele desaparecer da minha vida. Nada justifica agressoes nem ofensas injustas. Tirei uma lição muito importante disso tudo, que valor, respeito e amor próprio vem de nós por nós mesmas. Adoro seu blog e nele me abasteci de grandes e importantes conselhos. Muito obrigada Ronaldo.

  4. Ronaldo,
    Obrigada pelo texto. Muito didático, o que me fez refletir. Passei por uma situação de gritos e palavrões com meu namorado recentemente.
    Situação que não havia passado bem com meu ex marido.
    E o pior, ele proferiu essas palavras berrando com meu filho de 9 anos no carro com uma amiguinha da mesma idade junto.
    Foi “surreal” e não sei…por mais que eu goste muito dele, mudou. Mudaram minhas vontades e desejos de um futuro junto. Poderíamos sim conversar.
    Mas…conversar o que ? Se pra mim uma atitude dessas, com 2 crianças é covarde !!!!
    Obrigada e parabéns pelos seus textos.
    Fabiana

    “Quem é bem resolvido, se cala, espera, fala na hora certa e faz o impossível tornar-se possível.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s