Eu me arrependo…


Eu me arrependo de não ter tentado mais, insistido, acreditado. Fiquei com medo. Estava insegura e perdi o grande amor da minha vida.

Não faz muito tempo que ouvi esse relato. Com o coração triste, ela tentava dizer que estava muito arrependida. O tempo e as consequências de suas escolhas levaram-na a perceber que cometeu erros e, por isso, estava arrependida.

Lembrei dessa história dias atrás quando recebi a sugestão para falar sobre arrependimento. Eu até brinquei:

– Hum… Não sou muito bom para falar sobre isso. Não é um sentimento que conheço bem.

O assunto acabou virando brincadeira, mas fiquei com vontade de escrever sobre o assunto.

Do ponto de vista cristão, o arrependimento é fundamental para se receber o perdão divino. Quando o homem peca, ao reconhecer seu pecado, deve arrepender-se. Só o arrependimento genuíno leva ao perdão. Porém, quando se arrepende, confessa o erro e pede perdão a Deus, busca-se não voltar ao passado. Os textos sagrados dizem que o Divino lança nosso passado no fundo do mar. Portanto, aquele pecado não existe mais. Ou seja, a pessoa está livre. Não há razão para continuar se culpando.

Bem, mas não é desse arrependimento que estou falando – embora a sabedoria cristã possa trazer algumas sugestões de como lidar com as situações sobre as quais não temos controle.

Na vida, arrepender-se de algo que a gente fez ou deixou de fazer é muito natural. Quem nunca descobriu depois de um tempo que cometeu a maior besteira de sua vida? Pode ser por uma escolha profissional ou a perda de um amor.

Não acertamos sempre. Errar é consequência de ser humano.

Mas viver se culpando, passar o tempo todo pensando no que podia ter sido feito e não foi feito é martirizar-se. Esse tipo de arrependimento não produz crescimento; só faz sofrer.

Duas coisas são necessárias para não se arrepender no futuro. A primeira é ter consciência plena de que somos influenciados pelo momento e que nunca teremos uma visão completa da realidade. Ou seja, nossa capacidade de julgamento no aqui e agora é limitada. A segunda é fazer que estiver em nossas mãos. Entregar-se, mergulhar, com responsabilidade e sem precipitação. Ser prudente sim, mas nunca deixar de fazer o que pode ser feito. É muito melhor, no futuro, poder dizer “eu fiz tudo que podia fazer para dar certo” que viver se lamentando por ter fugido. A vida a gente enfrenta, não foge.

E para aqueles que convivem com arrependimentos e culpas, não existe receita. Só há uma coisa a fazer: aceite-se, perdoe-se. Você fez o que achou que devia fazer. Errou? Errou. E daí? Já foi, passou. Aceite o passado, perdoe você mesmo e use os erros. Transforme-os em sabedoria para lidar com o presente e construir o futuro.

3 comentários em “Eu me arrependo…

  1. Sabe, Ronaldo, eu aprendi tudo isso, do jeitinho que você escreveu… e na prática! E foi só quando entendi que naquele momento da decisão A ou B eu estava presa ao entorno daquela situação, só então é que consegui perdoar-me no “depois”. A nossa dificuldade é tentar optar novamente AGORA, em uma hipotética situação acontecida NAQUELA hora… outro momento, outra condição, outros pensamentos. Enfim, é assim que crescemos. Voilá…Grande abraço ” procê”!

    Curtir

  2. Minha namorada tem guardado urso de ex, acabei com ela, nunca tinha tratado ela assim, mas dessa vez fiquei louco to errado? Só que pro meu desespero eu soube por um amigo que o ex dela descobriu tudo e depenou o urso todo, deixando ela arrasada e assustada. Eu me senti o pior dos homens e fui na casa dela tentar falar com ela, aí a mãe dela me atendeu e disse que a filha dela foi pra casa da avó pra tentar esfriar a cabeça e que só volta daqui a duas semanas. Fui embora e assim segui minha vida. Achei que a mãe dela me diria que a minha namorada se matou por minha culpa! E agora, Ronaldo? O que eu faço pra ter ela de volta? Será que ela saiu da cidade só pra ficar longe de mim! Estou ficando muito doente por causa disso!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s