É mais fácil fazer o certo que corrigir o errado

Fazer a coisa certa nos liberta; também das culpas

Gente, como dá trabalho arrumar algo defeituoso. Você mexe de um lado, mexe do outro, tenta aqui, tenta ali… e, no final, nota que continua uma grande porcaria.

Errar… todo mundo erra. Mas tem coisas que dá pra evitar. E não estou falando aqui apenas de relacionamentos. Também não estou tratando de problemas do passado e nem de arrependimentos. Estou falando de coisas básicas. Escrever um texto, por exemplo. Consertar o chuveiro. Lavar o banheiro. Fazer o arroz. Coisas assim.

Dias atrás, fui fazer um creme de tomate. É uma receita da minha avó. Coisa de húngaros. Em casa, o creme é tradicional. É bom pra acompanhar arroz e carne de panela.

Mas vamos adiante… O blog não é de receitas.

Pois bem, tive a sorte de, na família, ser talvez o que consegue aproximar mais o sabor do bendito creme ao que minha avó fazia. Então, lá estava eu. Na beira do fogão.

Acontece que, naquele dia, estava meio perdido, desconcentrado, distraído, cabeça longe. Quem sabe até meio displicente.

Logo de cara, vi que não tinha um determinado tempero. Mas dava pra improvisar. Sem muita atenção, coloquei mais do que deveria.

O estrago estava só começando.

No meio do processo, exagerei no vinagre.

Quando vi, tinha diante de mim uma panela com um negócio horrível. Difícil de engolir.

Foi um “deus nos acuda” pra salvar o creme. Joguei metade fora. Refiz outro tanto. Enfim, saiu. Mas ficou muito longe do sabor que habitualmente ficaria.

Gastei mais produtos que gastaria. E fiquei o dobro de tempo na cozinha.

Tudo poderia ter sido evitado. Bastaria ter focado minha atenção no que estava fazendo. Ter sido mais cuidadoso.

Em tudo na vida é assim que funciona. Se a gente não se concentrar, não der o melhor de si, fazer as coisas apressadamente, vai dar errado. Consertar depois dá trabalho. Muito trabalho. E nunca fica igual.

Um texto escrito às pressas por um repórter pode motivar o editor a pedir para refazê-lo (talvez até renda um processo movido por uma das fontes, caso haja uma informação equivocada). Um armário mal instado na cozinha pode levar o dono a pedir uma indenização. Uma casa construída com materiais ruins pode resultar em rachaduras e brigas na Justiça. Um serviço mecânico mal feito pode ter de ser refeito e causar a perda do cliente.

Num relacionamento, a falta de atenção de hoje ao parceiro leva ao desinteresse, mágoas, traições e separações.

Portanto, se a gente tem que fazer algo – e se dispôs a fazer -, por que não se envolver e tentar o nosso melhor? Pelo menos, se der errado, vamos ter a convicção que não foi por negligência.

Anúncios

8 comentários em “É mais fácil fazer o certo que corrigir o errado

  1. Sei que esse blog não é blog de receitas, mas voce poderia colocar essa ai, do creme de tomate, ninguém mandou você começar, rsrsrsrs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s