Amores egoístas

Já se sentiu esquecido na relação? Teve a sensação que o outro sempre pede, mas, por vezes, ignora as suas necessidades? Foi cobrado e se sentiu injustiçado?

Tem dias que a cabeça gira, você perde o chão… Olha para o parceiro e, se não questiona, pelo menos sente vontade de dizer:

– Ei, por que tudo tem que ser primeiro pra você?

Ou:

– Por que eu tenho que notar primeiro, falar primeiro, agradecer primeiro, presentear primeiro?

Acho graça que, em algumas relações, até pequenos favores são “cobrados” imediatamente. Se ele precisa que o sapato seja trocado e pede pra companheira passar na loja, tem que ser hoje. Não pode ser na semana que vem. No entanto, se é ela que pede para ele ir à ótica e buscar os óculos, diz estar ocupado e comenta para deixar pra depois.

Curiosamente, quem nem sempre está pronto para atender é quem geralmente cobra um carinho, um favor primeiro. Reclama mais.

Ele chega em casa cansado do trabalho. Embora tenha dado um jeitinho de passar no mercado pra levar o pedaço de bolo que ela gosta, a esposa só consegue notar que ele esqueceu do papel higiênico. Ela passou o dia inteiro fora, chegou em casa tarde, deu banho nas crianças e as colocou pra dormir, e ele só percebe que a camisa está sem passar.

O namorado fez de tudo para comprar um buquê de rosas no aniversário de namoro, mas ela observa que as flores estão murchas. Ela faltou a aula para jantarem juntos, deixou até um bilhetinho no bolso do blazer dele, mas o sujeito reclama que a companheira não teve disposição para o sexo.

Gente assim também sofre. Sofre, porque espera sempre do outro. E não nota que o parceiro também tem carências, precisa ser respeitado, também merece atenção. O olhar é voltado demais pra si. Ama o relacionamento na medida que é contemplado em suas necessidades, mas se chateia fácil quando alguma coisa foge do controle. São pessoas que quase sempre foram bastante mimadas e têm pouca habilidade de lidar com frustrações. O namorado, a namorada, o marido, a esposa – e até o “ficante” – acabam sendo requisitados para servi-las.

São descompassos diários e que machucam o romance. Se os envolvidos tiverem disposição pra conversar sobre o quanto isso faz mal, o relacionamento ainda pode sobreviver. Porém, se faltar maturidade, dificilmente vão ser felizes no amor.

Anúncios

2 comentários em “Amores egoístas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s