Ser solteiro? Ter filhos? Escolha não se questiona, respeita-se

Quem disse que é preciso ter alguém pra ser feliz?

As pessoas estão cada vez mais independentes. E não é ruim que vivam assim. Todas têm seus projetos, seus planos. E nem sempre incluem casamento, filhos… compromissos.

Dias atrás, escrevi aqui que não dá pra priorizar amor e carreira. Ou uma coisa ou outra. Dá pra trabalhar e ser feliz no emprego. Porém, se o relacionamento for o mais importante, é preciso abrir mão de muita coisa – às vezes, até de uma promoção – para fazer o romance dar certo.

Entretanto, tem gente que tem outros planos. Prioriza os estudos, o trabalho… Ou, simplesmente, não encontra a pessoa certa.

Mas sabe o que é curioso? Em função de um modelo maluco que a sociedade criou, quem é diferente sofre pressão. É até é vítima de preconceito.

Descobri, por exemplo, que uma amiga está ficando quase maluca. Já não sabe mais o que fazer. Motivo? Ela é solteira. E passou dos 30.

Não, ela não está correndo atrás de um casamento. Nem está ansiosa por um namorado. A razão é outra: as pessoas vivem questionando… Querem saber quando ela vai arrumar alguém.

As pessoas comentam pelos cantos:

– Tá vendo fulana??? Ela não consegue ninguém. Já virou titia.

Peraí!!! Quem disse que ela precisa ter uma pessoa pra ser feliz? Qual a razão pra ela ter um parceiro?

Não entendo essas coisas. As pessoas são obrigadas a terem um relacionamento? Se não tem, são anormais?

Sem contar que existe um detalhe… Se a pessoa está solteira, mas nem é por uma escolha, digamos assim… ela já sofre internamente com a situação. Aí vem o amigo, cobra; vem outro, faz uma piadinha… Pronto! A autoestima, que já não é das melhores, simplesmente desaparece. Vai pro negativo.

É verdade que crescemos dentro de uma lógica cultural. Nascemos, crescemos… tornamo-nos adultos, casamos, temos filhos… Enfim. Entretanto, não existe nenhuma lei que obrigue as pessoas a serem assim, a viverem dessa maneira.

Se a pessoa quer ser solteira, seja solteira. Quer casar? Case. Simples assim. E ninguém tem nada a ver com isso.

Vale o mesmo para filhos. A mulher que não tem filhos é vista como se não pudesse se realizar sem tornar-se mãe. Há uma imposição, inclusive de outras mulheres, para que fique grávida.

Mas a situação não para por aí… Quando tem um só, o povo fala; se tem dois, pergunta por que não foi só; e se são três… “Que maluca!!! Três filhos??? Onde já se viu?”.

Liberdade. Todo mundo adora essa palavra, mas gosta dela pra defender-se, nunca para praticá-la na relação com o outro. As pessoas têm direito de viverem como bem entendem… Escolher é um direito. É o exercício da liberdade. A forma de viver das pessoas – solteira, com filhos ou sem eles, casada ou apenas morando juntos – não tem a ver com caráter; tem a ver com individualidade. E isso a gente não questiona, respeita.

Anúncios

11 comentários em “Ser solteiro? Ter filhos? Escolha não se questiona, respeita-se

  1. Pois é, vivo com minha mulher há 15 anos e não tenho filhos, fiz opção em não tê-los devido a profissão e n fatores, pior é que a turma esse o saco, mas como nunca foi de me preocupar com a sociedade podre e falida não estou nem ai

  2. Tão difícil entender o ser humano, não?
    Sou uma pessoa que questiona muito as escolhas dos outros (mesmo que não diga a eles) pois vejo que muita coisa que se vive poderia ser evitada se fossem olhadas por outro lado. mas tudo tem dois lados, tudo é ou bom, ou ruim, ou mais ou menos e por aí vamos… Viver é um ato de coragem, afinal.

    1. Pois é, Lúcia. Que tal preocupar-se mais com as SUAS escolhas??? Mas é claro, é sempre mais fácil cuidar da vida dos outros do que da própria!

  3. Interessante o texto. me sinto uma pessoa de dificil relacionamento devido meu excesso de franqueza e o senso de justiça muito aguçado, não aceito injustiça nem contra pessoas que me considera inimiga, quando alguém faz ou fala algo de alguem que nao é verdade logo tomo a defesa da pessoa, e perco aamizade até da pessoa que defendi, pq os santoqueiros de plantão leva informação errada e eu fico só no meio da multidão. Quero mudar isso nao sou eu que mudo o mundo. Quero mudar eu o que faço.

  4. Amei o q escreveu! Essa sou eu. Sempre sonhei em ter uma carreira nunca um casamento e muito menos filho… mas as falas dos incultos são ridículas… não m ofendem: incomodam. Porque vejo pessoas que são manipuladas socialmente, não tem opinião própria e como vc bem expressou não respeitam quem pensa diferente.

  5. amigo alguns anos tenho me preocilpado poque quero ter filhos sinto falta de um filho pra da carinho mais nao quero namorar serio , mais quero um filho como devo fazer quero um filho nao sei oque fazer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s