Como incentivar a leitura?

livroTodas as vezes que vejo alguma notícia sobre livros, leitura, leitores… fico inquieto. A primeira coisa que vem à cabeça é: preciso ler mais. A segunda é: como fazer as pessoas entenderem que ler faz bem?

Sinceramente, sinto-me impotente diante do quadro. Sou professor no ensino superior, adoro meus alunos, falo de leitura e livros com frequência. Mas não identifico entre eles 10% de leitores. E leitor, pra mim, não é o sujeito que lê por obrigação. Nem aquele que lê o livro da moda, porque todo mundo está lendo. Leitor é quem tem o hábito da leitura – sempre tem um livro nas mãos. Pode até não ler muitas obras por ano, mas não deixa de ler.

Mas… voltando.

O que fazer para as pessoas lerem? Cá com meus botões, estou convencido que discursos não formam leitores. Quer dizer, uma minoria se sensibiliza e se convence por meio de palavras. A maioria, não. Campanhas de conscientização, papo de professor, argumento dos pais, nada disso é suficiente. São pessoas que não sentem necessidade de ler. E sempre justificam que ler cansa.

O diretor de uma escola na Pensilvânia fez uma promessa aos seus alunos. Garantiu que dormiria no telhado se a molecadinha, que faz parte da equipe de beisebol, lesse 2 mil livros até abril. Acho que esse educador realmente quer incentivar a leitura. Mas… será que vai funcionar? Bom, a “aposta” ocorreu numa instituição de ensino dos Estados Unidos. Talvez o diretor acabe mesmo indo parar no telhado.

Porém, se fosse aqui?

Não sei. Talvez a moçada até aceitasse o desafio só pra ver o diretor dormir no telhado. Mas se tornariam leitores?

Ler, hoje, é tarefa difícil. A concorrência é mais divertida. Televisão, internet, jogos etc agradam mais. Não cansam. Mexem com as emoções. Divertem na hora. Ler não parece dar resultado, principalmente boa literatura. Nem tem gosto de diversão. Também não parece ter função prática.

– Estou lendo isso pra quê mesmo?

Talvez esteja errado. Entretanto, não acredito que um dia teremos uma geração – ou gerações – de leitores. Entendo que teremos alguns “gatos pingados” – gente que até curte as novas tecnologias, mas ainda prefere a chatice dos livros. Esses serão, provavelmente, filhos de leitores. Ou crianças e adolescentes que foram tocados por professores apaixonados por livros. 

Anúncios

3 comentários em “Como incentivar a leitura?

    1. A pergunta é retórica, Wisley – um recurso bastante natural no uso da linguagem. Trata-se de uma pergunta para a qual se busca resposta. Não significa que eu esteja dando a resposta. Se fosse essa a minha ideia, não usaria a interrogação; teria feito uma afirmação no título do texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s