A vitória dos derrotados

As vitórias cotidianas não bastam; é preciso que o mundo as reconheça
As vitórias cotidianas não bastam; é preciso que o mundo as reconheça

Nunca fui atleta. Até pratico atividades físicas, mas esporte não é meu forte. Quando adolescente, ainda no colégio, brincava um pouco de vôlei, basquete… Nada muito além disso. Futebol? Só se fosse pra acertar a canela do adversário. Por isso, não tenho como dimensionar a sensação de ver uma competição, por exemplo. Mas sei que ganhar é sempre bom. Nem que seja um jogo de xadrez.

Entretanto, vale tudo pela vitória?

Pensava nisto ao ver a declaração de Lance Armstrong.

O ciclista sete vezes campeão da Volta da França disse que se dopava pela sedução da vitória. O uso de substâncias químicas para obter maior rendimento no esporte ou noutras atividades é assunto bastante complexo. Será que Armstrong não seria o melhor dos “dopados”? Quem não usa?

Vencer é mesmo um negócio legal. E até viciante. Faz um bem enorme para o ego. Estar no topo faz o sujeito se sentir importante. Quem ganha é elogiado, aplaudido… Vitórias são celebradas. Ao primeiro, todas as honras. Ser segundo… ou só competir, pra muitos, é sinônimo de fracasso. O mundo prestigia os “melhores”.

Talvez por isso todo mundo queira estar no topo. Quem sabe também seja esta a razão que motiva muita gente a atropelar o bom senso, as regras e até mesmo a ética para vencer.

Armstrong pode ser considerado um atleta que corrompeu o sistema, maculou a prática esportiva… Mas ele não é o único culpado. A sociedade também é responsável. É responsável na medida que glamoriza as vitórias e diminui quem não é o primeiro – principalmente em tempos midiáticos. Não ser o primeiro é aceitar a mediocridade. Este é o discurso. Afinal, não se diz por aí que o segundo é o primeiro dos derrotados?

Anúncios

2 comentários em “A vitória dos derrotados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s