Tudo por sexo

sexo

O povo só pensa naquilo… Sexo, sexo, sexo. É verdade que é bom. Muito bom! Mas tem alguma coisa errada. O sexo não estaria sendo banalizado?

Fala-se o tempo todo sobre o assunto. As piadas giram em torno do tema. O sexo é foco da imprensa, no rádio, na tevê, na internet… Dezenas de matérias em jornais e revistas. E não faltam serviços especializados prometendo momentos de prazer.

Desde a antiguidade, o sexo sempre foi valorizado. Em casa ou fora dela, buscava-se o prazer. Depois, a igreja deu um jeito de transformar tudo em pecado. As delícias da cama ficaram restritas à reprodução. Mas, ainda assim, os amantes da carne encontravam nas prostitutas o que não podiam ter em casa. Apesar de condenar a prática, o clero tolerava. E os homens eram perdoados.

Os anos passaram… E, no Século XX, com o crescimento da imprensa, muita coisa mudou também entre quatro paredes. Os desejos tornaram-se públicos. É verdade que os meios de comunicação não são os responsáveis pela glamorização do sexo. No entanto, contribuíram para a transformação que vem ocorrendo, principalmente após os anos 1960. Hoje, temos uma sociedade completamente erotizada. E a valorização de corpos nus – ou quase nus – acentua a libido. Até parece que estão todos excitados 24 horas por dia.

Romper com os tabus foi fundamental. Gente gosta de sexo. Chegava a ser criminoso o que se fazia com as mulheres. O que dizer dos relacionamentos? Quantos maridos nunca viram o corpo das esposas? Às vezes, isso só iria acontecer quando um deles, na velhice, ficava doente e precisava de cuidado. Um absurdo!

No entanto, quando a gente vê coisas desse tipo:

Aplicativo para Facebook estimula sexo discreto entre amigos

O que podemos concluir?

Esse pessoal criou o aplicativo para facilitar a abordagem. Quer transar com um amigo, mas não sabe como dizer? Basta usar o app. Se for correspondido, a relação sexual está garantida. Só combinar dia e horário. Fácil, fácil.

Sabe, na internet, além das dezenas de serviços prometendo sexo fácil, há sites especializados em traição. Todos os dias somos surpreendidos com novidades. Esse app promete ser apenas mais uma delas.

Embora o que cada um faz do seu corpo seja de foro individual, entendo que tem alguma coisa errada. Não estou aqui pra defender virgindade nem sexo apenas no casamento. Entretanto, não está tudo banal demais? Será que não perdemos o real sentido do encontro entre corpos? Será que o sexo não deveria ser o encontro último entre duas pessoas? Que deveria saciar não apenas o desejo instintivo animal, mas também produzir prazer à alma?

A erotização exacerbada e o sexo fácil não seriam responsáveis por certa frustração coletiva? Não é difícil identificar que a maioria das pessoas deseja o que não tem, vive prazeres momentâneos, experiências superficiais. Há um vazio que se revela numa busca constante por algo que nem se sabe ao certo o que é. Perdidas em suas vontades, as pessoas se jogam, se entregam ainda mais, decepcionam-se, magoam-se, ferem-se. E em suas tentativas são consumidas por experiências mal sucedidas que tornam-se um peso difícil de carregar.

Alguma coisa está fora do lugar. Talvez seja a gente mesmo. Ao valorizar demais o sexo, não apenas os corpos perderam valor. Coisas do coração foram abandonadas. A alma foi ferida. Deixamos de ser humanos. Somos apenas uma sociedade que vive uma busca constante pela próxima ereção – pouco demais para seres tão complexos.

Anúncios

6 comentários em “Tudo por sexo

  1. UM texto repleto de complexidades, ao tecer um tema carregado de tabus e preconceitos , a linguagem é clara e objetiva.O texto relata o que, na real, tem acontecido aqui e ali . Perfeita sintonia . Adorei

  2. Boa noite, Ronaldo.
    Mas, hj em dia, se chama tudo isso que vc mencionou de AMOR! Inverteu-se o ditado: “Amor não se sente, se faz”!!
    E assim, as pessoas fazem amor à vontade e continuam vazias, solitárias e reclamantes sobre o Amor. Não há dúvida: se mudaram a fórmula, com certeza, haverá alteração no resultado.
    Valeu, amigo.

  3. Nossa, maravilhoso teu texto e a forma como o colocas! Um tema tão delicado tratado de forma reflexiva! Ainda mais por uma figura masculina. Tenho acompanhado teus textos e sou tua fã número 1! Por favor continue escrevendo!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s