Mais que apenas uma outra briga

A sinceridade é uma das bases do relacionamento
A sinceridade é uma das bases do relacionamento

Uma briguinha à toa nem sempre é só isso: uma briguinha. Por vezes, refletem problemas silenciados que estão ali, acumulados. São coisas que foram guardadas, porque, naquele outro momento, não pareceram tão importantes. Ou simplesmente a gente achou que o melhor era calar.

Relacionamentos são complexos. Nem tudo acontece como a gente gostaria. Num momento você deixa de falar algo; noutro, descobre que aquilo se juntou a outras pequenas questões. Agora, está sendo consumido por todas elas.

A briga pela xícara favorita que ele quebrou te faz lembrar até da noite de casamento e do vestido que usou apenas porque foi a mãe dele que escolheu e você não quis contrariá-la. Mas você nunca disse para a sogra que não gostou. Muito menos para ele. Achou que não valia a pena. Porém, agora está aí… envolvida pelas lembranças. E profundamente magoada.

A reação é natural. Acontece sempre que a pessoa silenciou suas vontades, mas não conseguiu sublimar suas escolhas.

Os relacionamentos têm uma dinâmica própria. Por vezes, surpreendente. E incontrolável. Por isso mesmo, motivam todo tipo de problema.

Para quem é jovem, ainda pouco experiente, algumas coisas parecem não fazer sentido. No entanto, o tempo revela que atitudes “inocentes” resultam em distanciamento, tristeza e até vontade de desistir. E o outro se torna culpado de tudo aquilo que a gente, na verdade, não soube administrar.

Talvez durante muito tempo você sonhou com uma carreira de sucesso, especialização no exterior… Mas aí conheceu o “amor de sua vida”. Para estar com ele, abriu mão de tudo. Quando foram se casar, sentindo vergonha dos próprios pais, de seus hábitos, deixou que a família dele escolhesse quase tudo – o modelo do convite, os docinhos, o cardápio do jantar. Teve também a casa, a mobília do apartamento – até o porta-retratos com a foto do casal foi a irmã dele quem te deu (você acharia mais bonito um modelo de madeira, mas ela trouxe um de prata, lindo, perfeito… mas que não tem nada a ver com você).

Você preferia ter filhos depois de dez anos de relacionamento. Mas ele sonhava tanto ser pai que você resolveu dar esse presente a ele: uma criança menos de três anos depois de estarem juntos.

Agora, quando ele quebrou a xícara e apenas disse:

– Desculpa. Eu compro outra pra você.

Você lembra de tudo isso. Sente raiva dele. Recorda até daquele ex-namorado que dias antes do casamento te ligou e perguntou se estava tudo bem. Questiona-se: será que ele não queria tentar de novo? E chega a pensar:

– Podia ter perguntado o que ele desejava. Quem sabe, ter dado uma chance.

Sabe, certas coisas a gente não silencia. Não se trata de despejar tudo. Porém, é preciso garantir que as nossas emoções estejam equilibradas. Quando a xícara quebra e você lembra de tudo, não adianta simplesmente dizer:

– Está tudo bem, amor. Está desculpado.

Provavelmente, ele vai sorrir, te dar um beijo. Quem sabe, dizer “eu te amo”… Mas suas frustrações seguirão aí, corroendo.

E quer saber de uma coisa? Ele não tem culpa de nada que você está sentindo. Talvez ele nem saiba. Afinal, você nunca contou pra ele.

Contou pra ele que não gostou daquele vestido?
Contou pra ele que preferia outro porta-retrato?
Contou pra ele que se sentiria melhor num apartamento menor?
Contou pra ele que optaria por móveis mais baratos, mas que fossem escolhidos por vocês e não pela mãe dele?
Contou que ficaria mais feliz se tivessem passado o fim de semana em casa que ter ido naquele jantar na casa da sua cunhada com gente que não combina com você?

São coisas aparentemente pequenas, mas que vão se acumulando. Quando “a xícara quebra”, perde-se o controle. Tudo vem à tona. E já não há como juntar mais os pedaços de uma história de amor que teve seu fim decretado quando ainda sonhavam que seriam felizes por toda a vida.

Anúncios

2 comentários em “Mais que apenas uma outra briga

  1. Nossa, texto perfeito, Ronaldo. Como as mulheres se magoam por qualquer coisa, dependendo da época em que estão (TPM,principalmente!), elas tb têm a mania de não falar para os namorados, maridos, etc o que não gostaram com medo de também magoarem e estragar o momento. E acabam estragando até um casamento! Muito boa reflexão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s