Dengue: a culpa é do vizinho

Bichinhos domésticos ajudam na proliferação do mosquito
Bichinhos domésticos ajudam na proliferação do mosquito

Recebo por aqui leitores de todo Brasil. Então, não sei qual é a realidade de sua cidade. Entretanto, nas regiões Norte e Noroeste do Paraná, a situação da dengue preocupa. Multiplicam-se os casos da doença. Os mosquitos estão voando por aí livres, leves e soltos. E a combinação chuva e calor é perfeita para proliferação do aedes aegypti.

Como nem sempre a gente consegue identificar se é pernilongo ou mosquito da dengue, vivo em alerta. Lá em casa, todo mundo vive preocupado. Dias atrás, numa única noite, matamos uns 50 deles. É sério. A molecada fez a “contabilidade dos defuntos”.

Mas… o que me chama a atenção quando o assunto é dengue é a nossa atitude diante do problema. Acho que todo mundo sabe bem o que fazer para combater o mosquito. Então, por que eles estão por toda parte? 

Sei que muita gente fica esperando o “fumacê” – aquele veneninho chato que os carros da Secretaria de Saúde espalham pelos bairros. Entretanto, trata-se de uma ação tão limitada que deveria ser a menos cobrada pela população.

Cá com meus botões, entendo que, embora o poder público seja agente fundamental, boa parte da responsabilidade é nossa. Ou do nosso vizinho, né? Porque tem sempre alguém que esquece de fazer o dever de casa. Não é difícil notar pratinhos com água debaixo dos vasos de plantas na casa do vizinho,  pneus e garrafas no quintal… E até piscinas descobertas, sem uso. Mas é sempre na casa do vizinho, né?

O problema é que o vizinho, às vezes, somos nós. Ter animal doméstico, por exemplo, contribui para o problema. Ele é fonte de alimento para os mosquitos. Mas um monte de gente ignora isso (não, não estou falando pra sumir com o cachorro, mas repelente no bicho pode ajudar).

Bom, o texto não tem a proposta de oferecer respostas. Nem fazer uma grande reflexão sobre o assunto. Apenas estou incomodado com o assunto. Em Maringá, já vivemos uma epidemia de dengue anos atrás. E estamos caminhando para isso novamente (dobramos o número de casos nesta semana). Infelizmente. E, de novo, noto que a epidemia começa em nossas casas. 

Anúncios

5 comentários em “Dengue: a culpa é do vizinho

  1. e verdade as vezes não cuidamos do nosso patio mas gostamos de cuidar o do vizinho
    eu sempre cuido do meu porque a denguim não e brinquedo mordeu morreu,aqui no meu estado R/S o controle da denguim ta regular mas sempre e bom ter cuidado porque esse e um caso muito perigoso. um abraço meu querido amigo Ronaldo.As tuas postagem sempre são de grande utilidade e muito bem colocada…

  2. Ronaldo, gostei do texto. Fui uma das pessoas que contou-lhe sobre o Agente da Dengue que visitou minha casa e ao me ouvir comentar sobre um terreno baldio próximo, cheio de lixo e entulho, respondeu que “normalmente quem tem dengue, é quem cuida da casa”
    Perguntei-lhe o que poderia fazer e a resposta foi: “Não temos como reclamar de terrenos. Já tentamos várias vezes e não dá em nada”.
    Cabe um trabalho de fiscalização dos orgãos competentes que não está sendo feito.
    Eugênia Cardoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s