Na segunda, uma música

O amor não acontece por acaso. E nem nasce de uma hora para outra. É sentimento que se desenvolve junto com a intimidade, com o prazer de estar junto. Amor à primeira vista é paixão. Ou simplesmente desejo. Amor de verdade começa pequeno.

O amor vai te contar um segredo
Não precisa ter medo
Nem sair correndo
O amor nasce pequeno

Paulinho Moska é o compositor de “O tom do amor”, música interpretada por Zélia Duncan. A canção fala de amor. Mais do que isso, mostra toda a beleza de sentir e viver esse sentimento único.

Às vezes o amor está ali
Você nem tá sabendo

O amor que nasce assim, devagarinho, calmo, vai ocupando todos os espaços, transformando-se, renovando-se. Torna-se incondicional.

O amor que cuida, parte e assusta
Que erra e pede desculpas
Às vezes o amor quer ferir
E se cura doendo
O amor tem formas, formas, aromas,
Vozes, causas, sintomas
O amor…
É pausa, silêncio, refrão

O amor é algo que não se explica. Apenas sente-se, experimenta-se, vive-se.

Anúncios

2 comentários em “Na segunda, uma música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s