Protestos: reduzir a passagem silenciará o povo?

protestos3

Prefeituras de todo Brasil estão reduzindo as tarifas do transporte coletivo (até a de Maringá já colocou propaganda na tevê pra dizer que fez isso). Pressionados pelo grito das ruas, os prefeitos estão recuando – dando um jeito, digamos. Mas tenho um monte de dúvidas. Entre elas, será que os protestos deixarão de existir após as passagens caírem? Quem vai pagar pela redução? Será que os gestores pensam que basta atender a demanda mais imediata para silenciar a multidão?

Como apontei nos textos anteriores, tudo que a gente sabe é que nada se sabe a respeito desse momento histórico. E tudo que mais desejo é que os governantes estejam totalmente errados. Se por uma canetada o grito das ruas perder força, eles continuarão acreditando que estão no controle. Continuarão pensando que o povo é facilmente dominado.

Sabe, eles sempre estiverem com o jogo nas mãos. Ditavam o ritmo da vida pública. Orientavam – e ainda orientam – até a opinião pública. Talvez, no Brasil, pela primeira vez, o povo se antecipou, surpreendeu. E incomodou.

Políticos são flexíveis. Sabem dizer:

– Ok, vocês ganharam.

Recuam, mas não para mudar. Apenas como estratégia. Fazem isso com tamanha habilidade que o povo acha que venceu. Na verdade, tudo segue na mesma. Não, caro leitor, eles não são bonzinhos. Políticos têm projeto de poder. E, infelizmente, não representam a maioria.

Isso tem que acabar.

Os protestos têm pautas diversas. E as questões mais graves estão para além do transporte coletivo. A lista é imensa: segurança, educação, saúde, corrupção etc etc. Nossos líderes devem ser vigiados, monitorados. A luta deve ser contra a prática política, os costumes, os vícios.

Não basta, por exemplo, aceitar a redução das tarifas do transporte coletivo. É necessário entender como isso será feito. Não adianta essa conta sair do pagamento direto – no “caixa” do ônibus – e tornar-se indireto, com concessões às empresas de transporte que, no final, serão pagas pelo contribuinte (dinheiro nosso transferido para o caixa das empresas).

Esses protestos só se justificarão se os governantes foram constantemente incomodados, acuados… O povo tem que dar o norte, apontar as demandas, orientar as decisões da vida pública. Isso sim é retomar o comando do país.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s