Na segunda, uma música

Quase deixo o blog sem música nesta semana. Não por falta de opções. Apenas porque o tempo está escasso. Embora esteja de férias da CBN, estou trabalhando em dois artigos científicos que preciso concluir até sexta-feira. Como o processo de produção é cansativo, esgotante, qualquer espiada na internet tira o foco, rouba tempo. E tempo é luxo nessa altura do campeonato.

Entretanto, fui devidamente cobrado para não deixar sem uma canção. E a escolhida tem tudo a ver com essa loucura que é a passagem do tempo. A gente se perde com os minutos, horas, dias, semanas, meses, anos. De repente acorda e descobre que os anos passaram.

Amanha é 23“, do Kid Abelha, retrata esse “susto” que muitos de nós leva – principalmente aqueles que já passaram dos 15 há alguns anos.

Há vinte anos você nasceu
Ainda guardo um retrato antigo
Mas agora que você cresceu
Não se parece nada comigo

Por vezes, a imagem que temos na memória é de nosso rosto de criança. Os traços, os cabelos… Porém, certo dia você olha no rosto, depara-se com rugas, cabelos brancos, entradas, calvície… Nada disso estava lá. Quem é você afinal? Quem sou?

Amanhã é 23
São 8 dias para o fim do mês
Faz tanto tempo que eu não te vejo
Queria o teu beijo outra vez

Mas ninguém volta no tempo…

Vamos ver e ouvir?