Na segunda, uma música

Talvez seja apenas certa melancolia. Entretanto, a sonoridade das músicas mais antigas me agrada mais. As melodias mais simples, ausência de tantas tecnologias parecem deixá-las mais agradáveis, mais gostosas de ouvir.

A canção escolhida para esta segunda-feira tem essas características. “I’m Never Gonna Say Goodbye”, de Billy Preston, é linda. Recordei da música dias atrás. O intérprete nem está entre nós. O cantor e músico americano morreu em 2006. Muitos de seus álbuns foram gospel. Foi por meio desse gênero que foi descoberto no final dos anos 1950. Entretanto, sua discografia reúne outros gêneros – entre eles o soul, o rock e até funk.

“I’m Never Gonna Say Goodbye” fala de despedida, tem um tom triste e mostra o quanto é difícil deixar alguém sair de nossa vida.

Nunca vou dizer adeus
É algo que não posso fazer
Porque enquanto eu não digo adeus
Querida, eu sei, parte de mim sempre estará com você

Mais que dizer da impossibilidade de um adeus, a música ainda declara o quanto esse amor sempre fez bem.

Ter você é tudo que eu sempre quis
Para onde eu vou
Para me sentir como senti aos seus braços
Ainda assim a minha vida é melhor
Amando você como eu amei

Vamos ouvir e recordar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s