Cadê os estacionamentos para bicicletas?

bicicletariosLogo pela manhã vi uma cena que me deixou constrangido. Na calçada, em frente ao prédio onde trabalho, um policial abordava uma jovem. Ela tinha estacionado a bicicleta ali. Sem um local adequado, prendeu a magrela no poste. Com cara amarrada, o PM argumentava que não pode. Sem saber o que fazer, a moça tentava dizer que não tinha outro lugar. Ele acabou cedendo. Bicicleta liberada na calçada, próxima do poste, mas nada de corrente, cadeado etc.

Tirando o jeito grosseiro do policial, ele estava fazendo apenas seu trabalho. Podia estar fazendo outra coisa, claro. Mas não estava errado. Entretanto, e a moça? Eu vejo a bicicleta dela ali todos os dias. É elétrica, moderna. Pelo valor de mercado, significa que provavelmente a proprietária poderia optar por uma motocicleta. Ainda assim, preferiu a magrela. Por quê? Não sei. Sei apenas que algo precisa ser feito.

Essa jovem parece fazer parte de um grupo de pessoas que começa a se movimentar. Quer mudar a realidade. É gente capaz de dizer não aos carros, às motocicletas. Coloca capacete, luvinhas e sai por aí pedalando… dividindo espaço com veículos pesados, sofrendo fechadas, desrespeito dos motoristas. Ainda assim, insiste. Tenta. E precisa lutar pra encontrar um lugar para estacionar. É a parte frágil do trânsito. E ainda não tem local pra estacionar as bicicletas.

O governo federal tem um programa que financia os municípios que quiserem mudar a lógica do trânsito, valorizar os meios alternativos de transporte. Entretanto, quantos prefeitos estão dispostos a fazer isso? Eles acreditam (e com certa razão) que investir em ciclovias, ciclofaixas, estacionamentos para bicicletas não vai motivar as pessoas a deixarem os veículos em casa. Ou seja, é política pública que não rende votos. Por isso, seguem aplicando rios de dinheiro em estratégias que prestigiam os carros. Com isso, ruas e avenidas continuam congestionadas, com gente se ferindo, motociclistas morrendo, ficando com seqüelas (alguns até impedidos de voltar ao trabalho)… Lamentavelmente.

Pessoas como essa jovem são raras. São as “resistentes de plantão”, dispostas a mudar o mundo por meio de pequenas atitudes.

Anúncios

Um comentário em “Cadê os estacionamentos para bicicletas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s